Repositório Digital

A- A A+

Conceitos de conhecimento no debate contemporâneo : internalismo e externalismo

.

Conceitos de conhecimento no debate contemporâneo : internalismo e externalismo

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Conceitos de conhecimento no debate contemporâneo : internalismo e externalismo
Autor Rolla, Giovanni
Orientador Carvalho, Eros Moreira de
Data 2013
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Filosofia.
Assunto Ceticismo
Epistemologia
Externalismo
Filosofia da mente
Internalismo
Teoria da causalidade
Teoria do conhecimento
Resumo A presente dissertação pretende alcançar os seguintes objetivos: (i) esclarecer as intuições subjacentes aos dois lados da disputa entre internalismo e externalismo em epistemologia contemporânea; (ii) oferecer uma crítica ao internalismo, a tese de que, para ter conhecimento, o sujeito deve poder acessar suficientemente por reflexão aquilo que faz com que sua crença seja de fato conhecimento. Atenta-se em especial ao ceticismo – se internalismo for tomado em conjunção com o princípio de fechamento epistêmico – e à insuficiência da análise internalista para a exclusão de crenças verdadeiras em função da sorte (como mostram os contraexemplos apresentados por Gettier); (iii) avaliar algumas concepções externalistas, nomeadamente: a teoria causal, o confiabilismo de processos, a teoria do rastreamento e a teoria da segurança, apresentando uma defesa desta última; (iv) resgatar algumas das intuições internalistas, sejam elas, que o sujeito deve poder ter acesso reflexivo à justificação para crer e que ele acredite responsavelmente, mas como condições não para a posse de conhecimento, mas para a aceitação de alegações de conhecimento. O resultado final é a tese de que a análise correta do conceito de conhecimento é externalista (a condição de segurança), ao passo que o uso do conceito de conhecimento em contextos conversacionais demanda uma justificação reflexivamente acessível.
Abstract This thesis is intended to achieve the following aims: (i) to shed light on the underlying intuitions to the both sides of the controversy between internalism and externalism in contemporary epistemology; (ii) to offer a critic of internalism, the thesis that, in order to achieve knowledge, one has to be able to access sufficiently by reflection what makes one‟s belief an episode of knowledge. It is specially stressed that internalism in conjunction with the closure principle for knowledge implies skepticism, and that internalism is not sufficient to rule out cases of beliefs whose truth is due to luck (as the Gettier cases most definitely show); (iii) to assess some externalist conceptions, namely: the causal theory, process reliabilism, the tracking theory and the safety theory, and to defend the safety theory; (iv) to redeem some internalist intuitions, namely, that one has to be able to have reflective access to one‟s justification to belief and that one must do so responsibly – but those are conditions not for the possession of knowledge, but for the acceptability of knowledge claims. The final result is the thesis that right analysis of the concept of knowledge is externalist (the safety condition), the uses of this concept, however, in conversational contexts demands a reflectively accessible justification.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/88337
Arquivos Descrição Formato
000908967.pdf (814.3Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.