Repositório Digital

A- A A+

Síndrome pulmonar por hantavírus : aspectos epidemiologícos e clínicos de 18 casos do Estado do Rio Grande do Sul

.

Síndrome pulmonar por hantavírus : aspectos epidemiologícos e clínicos de 18 casos do Estado do Rio Grande do Sul

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Síndrome pulmonar por hantavírus : aspectos epidemiologícos e clínicos de 18 casos do Estado do Rio Grande do Sul
Autor Severo, Marilia Maria dos Santos
Orientador Knorst, Marli Maria
Data 2002
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Programa de Pós-Graduação em Medicina: Pneumologia (até 2006).
Assunto Doença cardiopulmonar
Hantavírus
Pneumonia
Radiologia
Síndrome Pulmonar por Hantavirus
Resumo A infecção por Hantavirus pode causar febre hemorrágica com doença renal ou doença respiratória grave. Em novembro de 1998 foi diagnosticado o primeiro caso de Síndrome Pulmonar por Hantavirus (SPH) no Rio Grande do Sul (RS), Brasil. O objetivo deste estudo foi analisar os dados epidemiológicos, as características clínicas e a evolução dos casos de infecção por Hantavirus no RS. Foram estudados os dados dos primeiros 18 casos de SPH no RS, confirmada pela pesquisa de IgM para o vírus Sin Nombre pelo método de Ensaio Imuno Enzimático (ELISA), diagnosticados entre 01 de novembro de 1998 e 31 de dezembro de 2000. A média de idade dos pacientes foi de 39,8 anos (variando de 21 a 65 anos), 17 eram homens, 13 pacientes eram agricultores. As principais atividades de risco identificadas foram colheita e armazenamento de grãos (82,4%) e contato com roedores (76,5%). Os sintomas mais freqüentes foram febre (100%), mialgias (88,9%), dispnéia (88,9%), tosse seca (83,3%), dor abdominal (77,8%), vômitos (72,2%) e cefaléia (66,7%). Os achados mais comuns ao exame físico foram taquicardia (87,6%), hipotensao (72,2%), cianose (66,6%), agitação (55,6%) e edema periférico (38,9%). Treze pacientes (72,2%) apresentaram eventos hemorrágicos como hematúria (44,4%), hemoptise (27,7%) ou hematêmese (11,1%). Dois pacientes apresentaram insuficiência renal aguda grave. As anormalidades laboratoriais incluíram leucocitose (77,8%, média de 16,4 x 103 por mm3), freqüentemente com formas jovens, aumento de hematócrito (em 61,1% dos pacientes, média de 52,4%), trombocitopenia (em 9 de 12 casos, média de 91,4x 103 por mm3) e creatinina sérica aumentada (em 13 de 15 pacientes). A radiografia de tórax, realizada em 17 pacientes, mostrou infiltrado intersticial em 94,1%, padrão alveolar em 58,8% e derrame pleural em 76,5% dos casos. Sete pacientes, todos com insuficiência respiratória grave, foram a óbito (taxa de mortalidade de 38,9%). O número médio de dias do início dos sintomas até o óbito foi 7,3 (variando de 4 a 9). Concluímos que, nos nossos casos, a Hantavirose acometeu especialmente homens, em faixa etária produtiva, e que a zona rural foi o provável local de contaminação dos pacientes. Adicionalmente, a SPH caracterizou-se por um quadro febril agudo com queixas sistêmicas e respiratórias, podendo apresentar manifestações hemorrágicas e, infreqüentemente, insuficiência renal. Casos graves evoluíram com edema pulmonar, rapidamente progressivo. A letalidade relacionada à doença foi elevada.
Abstract Hantavirus can cause hemorrhagic fever and renal disease or severe respiratory illness. In November 1998 the first case of Hantavirus Pulmonary Syndrome (HPS) was identified in Rio Grande do Sul (RS), Brazil. The aim of this study was to analyze epidemiological, clinicai and laboratory data and outcome of Hantavirus infection in RS, confirmed by the detection of IgM antibodies for Sin Nombre Virus using an enzymelinked immunosorbent assay (ELISA). Epidemiological and clinicai findings of the first 18 HPS cases in RS, diagnosed between November 01,1998 and December 31, 2000 were studied. The mean age of the patients was 39.8 years (range, 21 to 65); 17 were male, and 13 were farmers. The main identified risk activities were harvesting or storage of grains (82.4%) and contact with rodents (76.5%). The most common symptoms were fever (100%), myalgias (88.9%), dyspnea (88.9%), dry cough (83.3%), abdominal pain (77.8%), vomiting (72.2%) and headache (66.7%). The most common physical findings were tachycardia (87.6%), hypotension (72.2%), cyanosis (66.6%), restlessness (55.6%) and peripherical edema (38.9%). Thirteen patients (72.2%) had hemorrhagic events as hematúria (44.4%), hemoptysis (27.7%) or hematemesis (11.1%). Two patients developed severe renal insufficiency. The laboratory abnormalities included leukocytosis (in 77,8% of the patients; mean cell count 16.4 x 103 per mm3), often with myeloid precursors, an increased hematocrit (in 56.0 percent of patients; mean 52.4%), thrombocytopenia (in 9 out of 12 cases; mean platelet count, 914 x 103 per mm3), an elevated serum creatinine concentration (in 13 of 15 patients). Chest radiography, carried out in 17 patients, showed interstitial infiltrates in 94.1%, alveolar pattern in 58.8% of the patients and pleural effusion in 76.5% of the cases. Seven patients, ali with severe respiratory failure, died (case fatality rate, 38.9% percent). The mean number of days from onset of symptoms to death was 7.3 (range, 4 to 9). We concluded, in our cases, that HPS occured mainiy men, in productive age and the rural área was the probable place of patients' contamination. Additionally, HPS is characterized by a febrile illness with systemic and respiratory complaints, can exhibit hemorrhagic disturbances and, uncommonly, renal failure. Rapidly progressive, pulmonary edema occured in severe disease. The case fatality rate ofthe disease was high.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/88353
Arquivos Descrição Formato
000912537.pdf (5.383Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.