Repositório Digital

A- A A+

Histórias em quadrinhos & ensino de literatura : por um projeto de formação de leitores menos "quadrado"

.

Histórias em quadrinhos & ensino de literatura : por um projeto de formação de leitores menos "quadrado"

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Histórias em quadrinhos & ensino de literatura : por um projeto de formação de leitores menos "quadrado"
Autor Rodrigues, Vinicius da Silva
Orientador Sanseverino, Antônio Marcos Vieira
Data 2013
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Letras. Programa de Pós-Graduação em Letras.
Assunto Ensino de literatura
Estudos literários
Formação de leitores
História em quadrinhos
Literatura comparada
[en] Comic books
[en] Lectors formation
[en] Lecture
[en] Literature teaching
Resumo Pensar as histórias em quadrinhos (HQs) no âmbito escolar, hoje, ainda significa reconhecer a função subversiva que a Escola deve ter, seja por meio do simples diálogo entre linguagens distintas, seja como justificativa para motivar a leitura imagética, aspecto que se articula com uma fruição estética especial que não costuma ser incentivada com a mesma ênfase que a literatura. A proposta central desta dissertação consiste em trazer observações como essas à tona a fim de que sejam questionados os domínios do componente curricular de Literatura no Ensino Médio, bem como observar o que é trazido como recurso para que se discutam as ideias de texto e leitura em sala de aula. O ponto de vista deste trabalho, portanto, é pautado por uma perspectiva propositiva e dialógica, a partir da qual é possível enxergar a arte sequencial e a arte literária lado a lado, tanto para que se estimule uma postura investigativa no educando – capaz de dar conta das múltiplas possibilidades de interpretação, especialmente, a partir do conceito de intertextualidade –, quanto para que se note o caráter subversivo de uma linguagem em relação à outra – especialmente, das HQs em relação ao texto literário. Assim, procura-se dar à prática da leitura e à formação de leitores seu verdadeiro e merecido protagonismo, da mesma maneira que as HQs entram como possibilidade de "profanação" do currículo, sem negá-lo, porém ampliando noções e construindo, assim, um projeto de leitura que, sem abandonar a necessidade vital de interagir com o texto literário, torna-se menos "quadrado".
Abstract Thinking the comic books in schools, today, still means remembering the subversive function schools must have, either by the dialogue between different languages, or as justification to motivate imagery lecture, point related to a special aesthetic fruition that is not usually encouraged in the same emphasis as literature. This work aims at bringing facts like these in order to make questions about the Literature domains in High School, as well as observing the resources used to discuss the text‘s ideas and lecture in classrooms. So, the point of view of this work is based on a proposal and dialogical perspective, from where it‘s possible to see sequential and literary art next to each other, to estimulate an investigative attitude in students – who are able to consider different possibilities of interpretation, specially using the intertextuality concept – and to notice the subversive characteristic of one language in comparison to the other – specially graphic novel‘s one in relation to the literary text. In this way, this work aims at giving to the practicing of lecture and to the lectors formation its real importance, in the same way as comic books appear as a possibility of ―desecration‖ of the scholar course, without denying it, but extending ideas and building a lecture project less ―square‖.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/88354
Arquivos Descrição Formato
000911582.pdf (3.703Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.