Repositório Digital

A- A A+

Distribuição espacial das internações hospitalares por neoplasias e doenças respiratórias em santa cruz do sul e a relação às indústrias fumageiras : um estudo ecológico

.

Distribuição espacial das internações hospitalares por neoplasias e doenças respiratórias em santa cruz do sul e a relação às indústrias fumageiras : um estudo ecológico

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Distribuição espacial das internações hospitalares por neoplasias e doenças respiratórias em santa cruz do sul e a relação às indústrias fumageiras : um estudo ecológico
Autor Duro, Luciano Nunes
Orientador Stein, Airton Tetelbom
Data 2013
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Programa de Pós-Graduação em Epidemiologia.
Assunto Analise espacial
Doenças respiratórias
Hospitalização
Indústria do tabaco
Neoplasias
[en] Air pollutants
[en] Hospitalization
[en] Neoplasms
[en] Respiratory diseases
[en] Spatial analysis
[en] Tobacco industry
[en] Tobacco smoke pollution
Resumo Contexto: Há muito tempo se conhecem os malefícios do tabaco, seja para a saúde individual, coletiva e para o meio ambiente. Por outro lado, a sua produção é também considerada uma cultura das mais rentáveis e gera milhares de empregos e renda, tanto para trabalhadores e empresários, quanto para o Estado, através do recolhimento de valores importantes de impostos. Conhecer relações de exposição ao tabaco e seus possíveis danos à comunidade passa a ser uma ação importante, a fim de se avaliar relações de custo-benefício de tal produção. Objetivos: Georreferenciar os casos de internação hospitalar entre 2010 e 2012 da cidade de Santa Cruz do Sul, uma das maiores produtoras de tabaco do país, para encontrar um padrão de distribuição espacial da moradia destas pessoas e as indústrias do tabaco. Métodos: Foi utilizado um estudo ecológico, com georreferenciamento de casos, através do programa Terraview do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, de acordo com patologias específicas, através do banco de dados informatizado dos dois hospitais da cidade. Foram gerados mapas representativos, de Kernel, além da utilização de técnicas específicas para detecção de autocorrelações espaciais, como o Índice Global e Local de Moran, Médias Móveis, G e G* e Taxas Bayesianas Empíricas. As unidades de área estudadas foram os bairros da cidade, com informações do censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística de 2010. Resultados: Constavam nos registros hospitalares brutos 49.347 registros, sendo 33.377 do Hospital Santa Cruz e 15.970 do Hospital Ana Nery. Após a limpeza dos bancos, através dos critérios de exclusão determinados, foram elegíveis para o georreferenciamento dos casos de internação por neoplasias 285 (0,34%) casos e por doença respiratória 1.013 (2,05%). Em ambos os contextos de causas para internação, não houve uma distribuição espacial que determinasse uma autocorrelação, ou seja, não se demonstrou, no período estudado e para estes dois motivos de internação, que os casos estivessem correlacionados entre si, em se tratando de distribuição no espaço geográfico, tanto da cidade, quanto do entorno das fumageiras. Alguns aspectos relativos a taxas de incidência foram observados entre os anos, com a apresentação de aglomerados (clusters). Conclusões: O uso do delineamento ecológico como forma de se iniciar uma observação entre padrões de eventos dentro de grupos populacionais continua a ser uma ótima ferramenta. Suas fraquezas incluem a alta dependência da qualidade dos dados secundários registrados, que, se não forem cuidadosamente coletados e avaliados, podem diminuir em muito as forças dos achados. Parece não haver um padrão de distribuição espacial das residências de pessoas que foram internadas em um dos hospitais da cidade de Santa Cruz do Sul entre os anos de 2010 e 2012, em relação a neoplasias e doenças respiratórias, tampouco uma correlação com proximidades às indústrias fumageiras.
Abstract Background: The dangers of smoking are well known, both for individual, collective health, and for the environment. On the other hand, its production is also considered one of the most profitable crop and generates thousands of jobs and income for both workers and employers, and in the State, through the gathering of important tax values. Meet the relationships of tobacco exposure and the possible damage to the community becomes an important action in order to evaluate the cost-benefit of such production. Objectives: To georeference cases of hospitalization between 2010 and 2012 in the city of Santa Cruz do Sul, one of the largest tobacco producing in Brazil, to find a pattern of spatial of housing distribution of these people and the location of tobacco industries. Methods: An ecological approach with georeferenced cases by the Terraview software from the National Institute for Space Research, under specific conditions, through the computerized database of the two city hospitals. Representative maps were generated, like Kernel’s map, and the use of specific techniques to detect spatial autocorrelation, such as the Moran Global and Local Index, Moving Averages, G and G * and Empirical Bayesian Exchange. The units studied area were the city's neighborhoods with census data from the Brazilian Institute of Geography and Statistics, 2010. Results: There were available 49.347 records in hospital records, being 33.377 from the Santa Cruz Hospital and 15,970 from The Ana Nery Hospital. After cleaning the database, through certain exclusion criteria, 285 neoplasms admissions and 1,103 respiratory diseases were eligible for the georeferencing of hospitalization. In both contexts, there was no one that would determine spatial autocorrelation, ie, was not shown, during the study period and for these two reasons for hospitalization, the cases were correlated with each other, in the case of distribution in geographical space, both for the city, and the surrounding of the tobacco companies. Some aspects of the incidence rates were observed between years, with the presentation of clusters observed. Conclusions: The use of the ecological design as a way to start a note between patterns of events within population groups continues to be a great tool. Their weaknesses include the high dependence of the quality of secondary data, which, if not carefully collected and evaluated, may strongly decrease the strength of findings. There seems not to be a pattern of spatial distribution of the residences of people who were admitted to a hospital in the city of Santa Cruz do Sul between the years 20100 and 2012 in relation to cancer and respiratory diseases, nor a correlation with the nearby tobacco industries.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/88422
Arquivos Descrição Formato
000911849.pdf (1.403Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.