Repositório Digital

A- A A+

A apropriação do conceito de sustentabildade na comunicação organizacional do Itaú Unibanco

.

A apropriação do conceito de sustentabildade na comunicação organizacional do Itaú Unibanco

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título A apropriação do conceito de sustentabildade na comunicação organizacional do Itaú Unibanco
Autor Vanzellotti, Taiana Messias
Orientador Rudnicki, Carlise Porto Schneider
Co-orientador Baldissera, Rudimar
Data 2013
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Biblioteconomia e Comunicação. Curso de Comunicação Social: Habilitação em Relações Públicas.
Assunto Comunicação organizacional
Sustentabilidade
Resumo Este trabalho buscou compreender a apropriação do conceito de sustentabilidade na comunicação organizacional do Itaú Unibanco, banco brasileiro e maior banco privado da América Latina. Tem-se como objetivo geral compreender a forma como o Itaú Unibanco, a partir da comunicação organizacional, utiliza o conceito de sustentabilidade. Como objetivos específicos estabeleceu-se realizar um levantamento bibliográfico/documental a respeito dos bancos que atuam no Brasil e sua relação com a sustentabilidade; entender como a sustentabilidade é comunicada no Relatório de Sustentabilidade 2012 e campanha de comunicação 2013, denominada #issomudaomundo; e por fim, refletir sobre os sentidos de sustentabilidade ofertados pelo Itaú na campanha de comunicação #issomudaomundo. O estudo busca refletir também sobre as noções de sustentabilidade, de acordo com Leff (2001) e Elkington (1994); sustentabilidade no sistema financeiro, a partir literatura a respeito do tema e histórico da relação da sustentabilidade com o tema; comunicação organizacional e sua relação com a sustentabilidade, segundo Marchiori (2006), Souvenir (2011), Baldissera (2008) e Guia de Comunicação e Sustentabilidade (CEBDS, 2009); identidade, imagem, reputação, de acordo com Marchiori (2006), Machado (2011) e Schmidt (2011). Para alcançar os objetivos utilizou-se como metodologia principal a análise de conteúdo, segundo Bardin (1977) além de pesquisa bibliográfica/documental, pesquisa exploratória e entrevista semiestruturada. Foram analisados quatro vídeos da campanha denominada #issomudaomundo, do Itaú Unibanco, e duas notas de imprensa sobre a campanha a fim de refletir sobre os sentidos de sustentabilidade ofertados pela organização. Observou-se que o sentido de sustentabilidade ofertado que se destaca é o de “transformador”. Ainda constataram-se elementos que interligam e possibilitam reflexões a respeito da sustentabilidade na comunicação organizacional do Itaú, como: A ideia de mudar o mundo e a sustentabilidade; focar no que tem a ver com o banco, mas não ser somente um banco; falar de sustentabilidade “não falando”.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/88889
Arquivos Descrição Formato
000912575.pdf (1.644Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.