Repositório Digital

A- A A+

Formação de valor transacional e relacional na cadeia produtiva do leite no Rio Grande do Sul

.

Formação de valor transacional e relacional na cadeia produtiva do leite no Rio Grande do Sul

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Formação de valor transacional e relacional na cadeia produtiva do leite no Rio Grande do Sul
Autor Begnis, Heron Sérgio Moreira
Orientador Pedrozo, Eugenio Avila
Data 2007
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Centro de Estudos e Pesquisas em Agronegócios. Programa de Pós-Graduação em Agronegócios.
Assunto Agroindústria
Agronegócios
Cadeia produtiva : Leite
Economia agrícola
[en] Agricultural industries
[en] Agriculture
[en] Economic aspects
[en] Industry
[en] Milk
[en] Rio Grande do Sul
[en] Value
Resumo A realidade do ambiente competitivo marcada por fenômenos como a globalização dos mercados e das culturas e o rápido desenvolvimento tecnológico determina a forma como se deve pensar as organizações econômicas. No campo do agronegócio esta mudança de olhar foi marcada pela construção de lógicas de análise que não se colocam como micro ou macroeconômicas, mas buscam o entendimento das interconexões de atividades. As abordagens de cadeias produtivas (filières) e sistemas de commodities dominaram os estudos em agronegócios em virtude desta sua lógica própria de salientar as ligações interorganizacionais e pela tentativa de englobar o máximo possível do processo de produção, transformação, comercialização e consumo de produtos de origem agropecuária. Avançando sobre a lógica de encadeamento de atividades e das parcerias de longo prazo, esta pesquisa partiu do entendimento de que é o processo de formação de valor que constitui a base sobre a qual articulam-se os relacionamentos interorganizacionais presentes nas cadeias produtivas agronegociais. Enquanto arranjo interorganizacional, uma cadeia produtiva compõe-se de diferentes organizações unidas por um componente relacional ainda não muito bem explicado pelas abordagens existentes. Nesta direção, tomou-se por objetivo central a busca do entendimento de como se estabelece o processo de construção de relacionamentos interorganizacionais sob a ótica da formação valor. Dentro desta perspectiva, esta pesquisa teve como objetivo investigar a configuração dos relacionamentos interorganizacionais e o estabelecimento de parcerias de longo prazo no interior das cadeias produtivas agronegociais, procurando especificar a participação de elementos relacionais formadores ou geradores de valor neste processo, considerando este como um fenômeno marcado pela complexidade, dinâmica e multidimensionalidade. Frente a este objetivo, a pesquisa desenvolveu-se tomando como referência a cadeia produtiva do leite no Rio Grande do Sul, Brasil, em especial o segmento da industrialização do leite. Esta pesquisa construiu-se sustentada numa revisão teórica sobre diferentes tipos de configurações interorganizacionais que obedecem a uma lógica de cadeia, da Economia dos Custos de Transação – ECT enquanto base teórica para a formação destes arranjos interorganizacionais e fundamentalmente sobre o processo de formação de valor através de relacionamentos interorganizacionais. Os resultados alcançados permitem uma ampliação do entendimento sobre a própria noção de cadeia produtiva (MORVAN, 1985, RAINELLI et al., 1991, MONTIGAUD, 1992) e de sistemas de valor (PORTER, 1989). Assim, baseado no entendimento econômico de valor e do conceito de empresa orientada pelo mercado, concluise que os relacionamentos interorganizacionais, formados no centro da cadeia produtiva estudada, efetivam-se quando há uma percepção inicial de valor ao nível mínimo dos atributos intrínsecos dos bens (valor comercial). Em complemento, na medida em que a percepção de valor atinge níveis mais complexos, forma-se valor relacional e solidificam-se os relacionamentos e as parcerias de longo prazo entre as organizações inseridas nas cadeias produtivas agronegociais. Neste processo, identifica-se a presença e atuação de seis elementos essenciais ou básicos da formação de valor relacional: confiança, cooperação, comprometimento, compartilhamento, comunicação e compensação.
Abstract The complex reality of the competitive environment, globalization of markets and cultures and the fast technological development determines the way as we should think the organizations. In the agribusiness field this change was signaled by the construction of an analytical logic that could not be situate as micro or macroeconomics, but this approach goes toward a more holistic understanding on the interconnected activities. These productive chains (filières) and commodities systems approaches dominated the studies in agribusiness due to their own logic that points out the interorganizational connections with the aim of viewing the whole process of the production, transformation, marketing and consumption of agricultural goods. Moving forward on the logic of linkage of activities and long run partnership, this study starts from the understanding that it is the value formation process that constitutes the base on which the interorganizational relationships are build in the agribusiness productive chain’s context. While an interorganizational configuration, an agribusiness chain is composed by different joined organizations that are integrated by a relational component that is not still very well explained by the current theoretical approaches. In this perspective, the research had as objective investigates the configuration of the interorganizational relationships and the establishment of long run partnerships inside the agribusiness chains reality. Particularly this study try to specify the participation of the relational elements while value producers in this process that are understood as a complexity, dynamic and multidimensional phenomena. In this sense, this study investigated the agribusiness productive chains configuration trying to deepen the study about the value formation process, considering this as complex, dynamic and multidimensional phenomena. With this purpose, this research was developed taking the milk agribusiness chain of Rio Grande do Sul, Brazil as reference and focusing on the agro-industry. The study is supported by a theoretical background about different kinds of interorganizational configurations that follow the logic of chains, on the Transaction Costs Economics - TCE as theoretical base for the formation of these arrangements and fundamentally about the process of value formation through multidimensional relationships. The reached results allow an enlargement of the understanding on the own notion of productive chain or filière (MORVAN, 1985; RAINELLI et al., 1991; MONTIGAUD, 1992) and value systems (PORTER, 1989). Then, based on the economical understanding of value and market it is possible to conclude that the interorganizational relationships formed in the center of the chain productive studied taking shape when there is an initial perception of value at the minimum level of the intrinsic attributes of the goods (commercial value). When the perception of value reaches more complex levels the relational value is formed and the relationships and long run partnerships among organizations inserted in agribusiness chains become consolidated. Inside of this process it is possible to identify the presence and performance of six decisive relational value formation elements: trust, cooperation, sharing, commitment, communication and compensation.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/8957
Arquivos Descrição Formato
000591911.pdf (2.015Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.