Repositório Digital

A- A A+

Avaliação da expressão imunoistoquímica da proteína p16INK4a no adenocarcinoma de esôfago

.

Avaliação da expressão imunoistoquímica da proteína p16INK4a no adenocarcinoma de esôfago

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Avaliação da expressão imunoistoquímica da proteína p16INK4a no adenocarcinoma de esôfago
Outro título Protein p16INK4a immunohistochemical expression in adenocarcinoma of the esophagus
Autor Osanai, Mario Henrique
Edelweiss, Maria Isabel Albano
Meurer, Luíse
Villwock, Maite de Mello
Cavazzola, Leandro Totti
Ribeiro, Guilherme Behrend Silva
Schirmer, Carlos Cauduro
Gurski, Richard Ricachenevsky
Resumo Introdução - O adenocarcinoma de esôfago apresenta aumento de frequência nas últimas décadas, particularmente em países desenvolvidos. O esôfago de Barrett é reconhecido como a principal lesão precursora e o estudo da sequência metaplasia-displasia-adenocarcinoma mostra a ocorrência de alterações genéticas desde suas fases mais incipientes. As alterações no p16INK4a são relatadas como frequentes no esôfago de Barrett e no carcinoma de esôfago. Objetivo - Verificar a prevalência da expressão imunoistoquímica da proteína p16INK4a em exames anatomopatológicos de pacientes com adenocarcinoma de esôfago. Método - A população do estudo foi constituída de 37 pacientes com adenocarcinoma de esôfago. A expressão da proteína p16 foi detectada por meio de análise imunoistoquímica, com anticorpo primário p16INK4aAb-7, clone 16P07, NeoMarkers e avaliada de acordo com o Sistema de Escore de Imunorreatividade (Immunoreactive scoring system – IRS) modificado. Resultados - No grupo houve predominância de pacientes do sexo masculino (86,5%) e a maioria dos casos correspondia a estádios avançados (III e IV = 67,5%). Em 12 casos (32,4%) foi identificada expressão imunoistoquímica da proteína p16INK4a. Não foi observada relação significativa entre a perda da expressão da proteína p16INK4a e o grau de diferenciação histológica (p=0,81) nem com o estadiamento da doença (p=0,485). Conclusão - Ocorre perda da expressão imunoistoquímica da proteína p16INK4a, corroborando as informações de que a inativação do gene p16 é um evento frequente e que pode exercer papel importante na carcinogênese do adenocarcinoma de esôfago.
Abstract Background - The esophageal adenocarcinoma shows an increasing frequence in the last decades, specially in the developed countries. The Barrett´s esophagus is accepted as the major premalignant lesion and the metaplasiadysplasia- adenocarcinoma sequence presents a lot of genetic changes since its early events. The alterations in p16INK4a are frequent in Barrett´s esophagus and esophageal carcinoma. Aim - To verify the prevalence of the immunohistochemical expression of the p16INK4a protein in patients with esophageal adenocarcinoma. Methods - The study population consisted of 37 patients with resected esophageal adenocarcinoma. The p16INK4a protein expression was determined by immunohistochemistry using primary antibody p16INK4aAb-7, clone 16P07 NeoMarkers and assessed according to the Immunoreactive scoring system (IRS). Results - Of 37 analyzed patients, the most were male (86,5%) and the advanced disease was predominant (stages III and IV = 67,5%). In 12 (32,4%) the immunohistochemistry was positive for p16INK4a.There was no significative relation between the protein expression and the degrees of histological differentiation of the biopsies and surgical especimens (p=0,81) neither with the staging (p=0,485). Conclusion - The lost of the immunohistochemical expression of the p16INK4a protein in this study suggests that p16 is enroled in the carcinogenesis of the adenocarcinoma of esophagus.
Contido em ABCD : arquivos brasileiros de cirurgia digestiva. São Paulo. Vol. 24, n. 4 (out./dez. 2011), p. 277-281
Assunto Adenocarcinoma
Biomarcadores tumorais
Inibidor p16 de quinase ciclina-dependente
Neoplasias esofágicas
[en] Esophageal neoplasm
[en] Esophagus
[en] Genes, p16
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/89715
Arquivos Descrição Formato
000912183.pdf (272.9Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.