Repositório Digital

A- A A+

Aplicação do laser de baixa intensidade no tratamento da mucosite oral induzida por quimioterapia e/ou radioterapia

.

Aplicação do laser de baixa intensidade no tratamento da mucosite oral induzida por quimioterapia e/ou radioterapia

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Aplicação do laser de baixa intensidade no tratamento da mucosite oral induzida por quimioterapia e/ou radioterapia
Autor Kuhn, Alessandra
Orientador Brunetto, Algemir Lunardi
Data 2007
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Programa de Pós-Graduação em Ciências Médicas : Pediatria.
Assunto Estomatite
Quimioterapia
Radioterapia
Terapia a laser de baixa intensidade
[en] Chemotherapy
[en] Laser
[en] Oral mucositis
[en] Radiotherapy
Resumo OBJETIVO: O estudo foi conduzido para determinar o quanto o Laser de Baixa Intensidade (LBI), em adição com um protocolo de higiene oral, pode reduzir a duração da mucosite oral (MO) induzida por quimioterapia e/ou radioterapia. PACIENTES E MÉTODOS: Um ensaio clínico randomizado placebo controlado foi desenvolvido utilizando o LBI ou controle (sham-treatment) em 2 centros de tratamento do câncer - a Unidade de Oncologia Pediátrica do Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA) e a Unidade de Oncologia do Hospital São Vicente de Paulo de Passo Fundo (HSVP). Pacientes em tratamento quimioterápico e/ou radioterápico entre os meses de outubro de 2005 e maio de 2006 foram elegíveis tão logo desenvolvessem MO. Os pacientes receberam intervenção por 5 dias. O grupo LBI foi tratado com GaAlAs, comprimento de onda: 830nm (infravermelho), potência: 100mW, dose: 4J/cm2 e o grupo controle com o sham-treatment. O grau de MO foi avaliado clinicamente através da escala da World Health Organization - National Cancer Institute - Common Toxicity Criteria (WHO-NCI-CTC). RESULTADOS: Os resultados foram expostos de acordo com cada centro envolvido. UOP - HCPA: vinte e um pacientes desenvolveram MO no grupo pediátrico e foram submetidos à análise; 18 (86%) pacientes possuíam diagnóstico de leucemia ou linfoma e 3 (14%) de tumores sólidos. A média de idade foi de 8,2 (± 3,1) anos. Nove pacientes foram randomizados no grupo laser e doze no grupo sham-treatment. A MO foi mensurada quando os sintomas foram manifestados em cada paciente, sendo a duração e o grau de MO graduados diariamente até a completa cicatrização das lesões. No dia 7 após o diagnóstico da MO, 11% dos pacientes permaneciam com lesões no grupo laser e 75% no grupo sham-treatment (P=0,029). No grupo tratado com laser a média de duração da MO foi de 5,8 ± 2 dias e no grupo sham-treatment 8,9± 2,4 dias (P=0,004). UO-HSVP: trinta e quatro pacientes desenvolveram MO no grupo dos adultos e foram submetidos à análise; 22 (65%) dos pacientes possuíam diagnóstico de tumores sólidos e 12 (35%) de leucemia ou linfoma. A média de idade foi de 41 (± 20 anos). 18 pacientes foram randomizados no grupo laser e 16 no grupo sham-treatment. A MO foi mensurada quando os sintomas foram manifestados em cada paciente, sendo a duração e o grau de MO graduados diariamente até a completa cicatrização das lesões. No dia 7 após o diagnóstico da MO, 32% dos pacientes permaneciam com lesões no grupo laser e 94% no grupo sham-treatment (P=0,001). No grupo tratado com laser a média de duração da MO foi de 6,8 ± 2,2 dias e no grupo sham-treatment 11,5± 3,5 dias (P<0,001). CONCLUSÃO: Este estudo demonstrou evidências que a laserterapia em adição com um protocolo de higiene oral pode reduzir a duração da MO induzida por quimioterapia e radioterapia. Em decorrência destes achados, esta modalidade de tratamento pode ser difundida e aplicada no intuito de promover qualidade de vida aos pacientes durante os tratamentos quimioterápicos e radioterápicos.
Abstract BACKGROUND: The study was conducted to determine whether Low level laser therapy (LLLT) in addition to oral care can reduce the duration of chemotherapy and/or radiotherapy induced oral mucositis (OM). PROCEDURE: A placebo-controlled randomized study was carried out using LLLT or placebo (sham-treatment) in two centers of cancer treatment - Pediatric Oncology Unit (POU) of HCPA and Oncology Unit (OU) of HSVP. Patients treated with chemo and/or radiotherapy between Oct, 2005 and May, 2006 were eligible as soon as they developed OM. Patients received intervention for 5 days. The LLLT group was treated with Laser GaAlAs, wavelenght: 830nm (infrared), power: 100mW, dose: 4J/cm2 and the control group with sham-treatment. The grade of OM was clinically assessed by the WHONCI- CTC scale. RESULTS: Results were showed according with the center. POU-HCPA: Twenty-one patients developed OM in the children group and were submitted for analysis; 18 (86%) patients had a diagnosis of leukemia or lymphoma and 3(14%) had solid tumors. The mean age was 8.2 (± 3.1) years. Nine patients were randomized in the laser group and twelve patients in the placebo-control group. OM was measured when symptoms were manifest and the duration of OM and the grade of lesions found in each patient were recorded at the start of laser therapy and daily until complete healing of the lesions. On day 7 after OM diagnosis, 11% of patients presented lesions in laser group and 75% of patients in the sham-treatment group (P=0.029). In the group treated with laser the mean of OM duration was 5.8 ± 2 days and in the sham-treatment group 8.9± 2.4 days (P=0.004). OU-HSVP: Thirty-four patients developed OM and were submitted for analysis; 22 patients (65%) had diagnosis of solid tumors and 12 (35%) leukemia or lymphoma. The mean age was 41 (± 20) years. Eighteen patients were randomized in the laser group and 16 patients in the placebo-control group. Once OM was diagnosed, the patients had daily OM grading assessments before laser application, and thereafter until complete healing process of lesions. On day 7 after OM diagnoses , 32% of patients presented lesions in laser group and 94% of patients in the sham-treatment group (P=0.001). In the laser group the mean of OM duration was 6.8 ± 2.2 days and in the sham-treatment group was 11.5 ± 3.5 days (P<0.001). CONCLUSION: Our study has shown evidence that laser therapy in addition to oral care can decrease the duration of chemotherapy induced OM. It should encourage clinicians to use this technique to improve quality of life of cancer patients during the oncology treatment.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/8987
Arquivos Descrição Formato
000593677.pdf (704.2Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.