Repositório Digital

A- A A+

O liberalismo do Partido Libertador no contexto de radicalização política de 1963

.

O liberalismo do Partido Libertador no contexto de radicalização política de 1963

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título O liberalismo do Partido Libertador no contexto de radicalização política de 1963
Autor Brun, Eduardo
Orientador Brandalise, Carla
Data 2013
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Filosofia e Ciências Humanas. Curso de História: Licenciatura.
Assunto Governo Ildo Meneghetti : 1963-1966
Governo João Goulart : 1961-1964
História política
Partido Libertador (Brasil).
[en] Ildo Meneghetti Government
[en] João Goluart Government
[en] Partido libertador
[en] Political history
Resumo O golpe civil-militar de 1º de abril de 1964 foi o resultado do processo de radicalização, tanto dos grupos de direita quanto de esquerda, na conjuntura política nacional. Esse encaminhamento ao extremismo decorre: da crise econômica, representada pela inflação; do aumento das pressões sociais por mudanças – especialmente pela reforma agrária; e, finalmente, da disputa política. O ano de 1963 foi o palco de intensificação desse processo, influenciando nas ideias e nas ações os partidos políticos existentes na época. Dentro deste cenário, a pesquisa teve por objetivo compreender como o processo de radicalização política influenciou o caráter liberal-conservador do Partido Libertador, tendo em vista suas condições particulares. Para isso, foi preciso, primeiramente, desenvolver a história da agremiação, a fim de descobrir quais grupos a formavam, e quais ideias a ela estava relacionada. Concluímos, então, que o Partido Libertador definiu-se como uma oposição histórica, de influência liberal clássica, e regionalista. No ano de 1963 foi a oposição mais radical aos trabalhistas, atacando as figuras de João Goulart e Leonel Brizola, o que intensificou seu caráter conservador.
Abstract The coup d'etat in 1º of abril in 1964 was the process of radicalization, both of the letfist and the right groups, in national political conjuncture. This forwarding extremism is related to: the econonic crises, represented in the inflation; the increase of the social pressure for changes – especially for agrarian reform-; and, finally, of the political instability. The year of 1963 was the stage of intensification of this process, which end up influencing on the ideas and actions of the political parties of the time. In this scene, the research had as aim understand how the process of political radicalization influenced in the liberal-conservative character of the Partido Libertador, considering its particular conditions. For that, it was necessary, first, explicate the history of the party, in order to find which gruops, and ideas it was related. Conclude, then, that the Partido Libertador, defined, itself, as an historical opposition, regionalist, that had a classical liberal influence. In the year of 1963, it was the most radical opposition against the worker party, mainly attacking its liders João Goulart and Leonel Brizola.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/90290
Arquivos Descrição Formato
000914521.pdf (415.7Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.