Repositório Digital

A- A A+

Os Sábios mulçumanos e o poder estatal no Songai e Kanem Bornu nos séculos XVI a XVII

.

Os Sábios mulçumanos e o poder estatal no Songai e Kanem Bornu nos séculos XVI a XVII

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Os Sábios mulçumanos e o poder estatal no Songai e Kanem Bornu nos séculos XVI a XVII
Autor Sander, Marcos Bueno
Orientador Macedo, José Rivair
Data 2013
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Filosofia e Ciências Humanas. Curso de História: Licenciatura.
Assunto Elites (Ciências sociais)
Historia da Africa Ocidental
História social
Islã
[en] Elites
[en] History of Western Africa
[en] Islam
[en] Scholars
[en] Social history
Resumo O presente trabalho tem por objetivo investigar as relações entre os sábios muçulmanos (ulemás) e os Estados do Songai e Kanem Bornu no período que vai do século XVI ao século XVII. Muito antes das grandes navegações portuguesas dos séculos XV e XVI o Islã já havia se inserido no continente africano através do Egito. A tradição dos letrados muçulmanos acompanhou o Islã durante sua incursão pelo continente africano começando pelo norte da África nas regiões da Argélia, Tunísia, Líbia, Marrocos e Egito. Está região conhecida até hoje como Magrebe e o Islã expandiu-se e conquistou a península Ibérica. No entanto, essa expansão também ocorreu para Sul, região a qual os muçulmanos denominaram Sudan. Por volta do século XI e XII ocorreu a instalação do Islã no Sudão dividindo assim as regiões islâmicas na África em Bidan (pais dos brancos) e Sudan (pais dos negros). No Sudão assim como em outras regiões ocupadas pelo Islã desenvolveu-se a tradição dos sábios muçulmanos e de suas escolas de ensino da lei corânica (maktabs) ou nas Madrassas. Os sábios muçulmanos e suas escolas tinham uma função importante com relação à jurisprudência nos locais que se estabeleceram. Tal função nos Estados do Songai e Kanem Bornu não só se repetiu como aumentou e tornou-se fator deterniinante na organização estatal. Além disso, os letrados exerciam liderança e influência na sociedade da época e sua práxis ia além cias práticas do Islã sendo às vezes produto de hibridismos com a variada gama de povos e culturas do local, gerando assim um novo tipo de Islã: O Islã Africano Ocidental.
Abstract The present work has the objective of investigate the relations between the state Power and muslins scholars (ulemas) on the States of Songhai and Kanem Bornu from the XVI to the XVII centur-y. Much before the grand navigations on the XV and XVI centuries' made by the Portuguese already the Islam had arrived in the African continent through the Egypt. The tradition of the muslins scholars was carried with them along the Islam incursion at North Africa in the regions of Argelia, Tunisia, Libia, Morocco and Egypt. This region it's known until this day as Maghreb. The Islam expands itself and has conquered the Iberia Peninsula in Europe. Though, this expansion also takes south direction, that region which they established was named by the muslins as Sudan. Around the XI and XII centuries they occupied the Sudan dividing the muslins territories in Bidan (white's country) ánd Sudan (black's country). In the Sudan the tradition of the muslins scholars has develop itself as in many others of muslin presence as well theirs schools of teaching Islamic law (maktabs) or the Madrassas. The muslin scholars and their Islamic law schools had important role concerning the jurisprudence in the places they've established. Such function in the States of Songai and Kanem- Bornu not repeated itself as it has grow bigger and became a determinant factor on state organization. Besides that, the scholars exercised leadership and influence at the society of that time and the praxis go further then the Islamic law practices being sometimes product of an hybridism between the Islam and local traditions and.cultures that generated a new kind of Islam: The Western African Islam.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/90307
Arquivos Descrição Formato
000914740.pdf (1.477Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.