Repositório Digital

A- A A+

Impactos de edifícios altos na percepção da estética urbana

.

Impactos de edifícios altos na percepção da estética urbana

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Impactos de edifícios altos na percepção da estética urbana
Autor Gregoletto, Debora
Orientador Reis, Antonio Tarcisio da Luz
Data 2013
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Arquitetura. Programa de Pós-Graduação em Planejamento Urbano e Regional.
Assunto Edificios altos
Estética urbana
Percepção do usuário
[en] Tall buildings
[en] Urban aesthetics
[en] User’s perception
Resumo Esta pesquisa investiga os impactos de edifícios altos na percepção da estética urbana, com base na satisfação e preferências de diferentes grupos de usuários do espaço urbano. Impactos estéticos de edifícios altos ao nível da rua e ao nível do horizonte urbano, assim como impactos estéticos de espaços resultantes entre edifícios altos são avaliados. Em complemento, a qualidade estética de vistas observadas a partir de edifícios altos em diferentes contextos urbanos, bem como a sua importância para moradores de apartamentos é investigada. Os métodos de coleta de dados fazem parte dos utilizados na área de estudos Ambiente e Comportamento, sistematizados por meio de levantamentos de arquivo e levantamentos de campo. Questionários foram aplicados via internet para usuários do espaço urbano de Porto Alegre, divididos em três grupos de respondentes, conforme o seu tipo e nível de formação acadêmica: arquitetos; não arquitetos com curso universitário e pessoas sem curso universitário concluído ou iniciado. A análise de dados é realizada através de testes estatísticos não-paramétricos. Os resultados desta investigação demonstram que os impactos que edifícios altos produzem na estética urbana tendem a ser avaliados diferentemente de acordo com o contexto onde estão inseridos. Em geral, edifícios de 18 pavimentos, os mais altos avaliados, tendem a ser percebidos como negativos pelos usuários e o contexto urbano juntamente com o andar de moradia onde as edificações estão inseridas afetam a avaliação estética de vistas a partir de apartamentos situados em edifícios altos. Os resultados revelam que o tipo de formação acadêmica não interfere nas percepções estéticas dos usuários do espaço urbano em relação aos impactos dos edifícios altos. Por fim, espera-se que os dados obtidos possam contribuir para o planejamento urbano na discussão e elaboração de legislações urbanísticas que regulamentam as alturas dos edifícios nas cidades, a fim de responder melhor às preferências estéticas dos usuários do espaço urbano.
Abstract This research investigates the impacts of tall buildings on the perception of urban aesthetics, based on evaluations and preferences of different groups of users of urban space. Aesthetic impacts of tall buildings at street level and at city skyline, as well as aesthetic impacts of resulting spaces between tall buildings are evaluated. In addition, the aesthetic quality of views observed from tall buildings in different urban contexts, as well as its importance for apartment dwellers is investigated. Data gathering means are part of those used in the Environment and Behavior area of study, systematized through archival records and field surveys. Questionnaires in an internet site were accessed by users of Porto Alegre, divided into three groups of respondents, according to the type and level of academic education: architects, nonarchitects college graduates and non college graduates. Data analysis was carried out through non-parametric statistical tests. The results of this investigation show that the impacts of tall buildings in urban aesthetics tend to be evaluated differently according to the context where the buildings are. In general, the tallest buildings evaluated, with 18 floors height, tend to be perceived as negative by the users and the urban context and apartment floor level affect aesthetic evaluation of views from apartments in tall buildings. Results reveal that type and level of academic education does not affect the users’ aesthetic perceptions of urban space regarding the impact of tall buildings. Finally, it is expected that the results obtained may contribute to the urban planning, to the discussion and development of urban laws that regulate buildings height, in order to better respond to the aesthetics preferences of the urban space’ users.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/90443
Arquivos Descrição Formato
000912044.pdf (8.537Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.