Repositório Digital

A- A A+

As jornadas de junho e a criminalização midiática dos movimentos sociais

.

As jornadas de junho e a criminalização midiática dos movimentos sociais

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título As jornadas de junho e a criminalização midiática dos movimentos sociais
Autor Almeida Neto, Ruy Bittencourt de
Orientador Gonçalves, Vanessa Chiari
Data 2013
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Direito. Curso de Ciências Jurídicas e Sociais.
Assunto Criminalização
Direito penal
Movimentos sociais
[en] Criminalization
[en] Criminal law
[en] Critical criminology
[en] June journeys
[en] Social movements
Resumo Os movimentos reivindicatórios das Jornadas de Junho, em 2013, representaram um marco político na história do Brasil, notadamente inserindo o país na conjuntura internacional originada pela Primavera Árabe. As mobilizações foram marcadas por dura repressão policial e criminalização de seus partícipes no exercício do direito de resistência. O presente trabalho visa apurar as causas e os efeitos do papel dos meios de comunicação de massa no sistema penal, no controle social e nos processos de criminalização, à luz da criminologia crítica e a partir da leitura do discurso implementado pela mídia corporativa na abordagem dessas mobilizações em matérias jornalísticas. O estudo evidenciou o papel da mídia enquanto instrumento informal de controle social na criminalização de condutas desviantes, promovendo a exclusão social e a marginalização da conduta dos participantes nos protestos, interferindo especialmente nos processos de criminalização secundária e reiterando a seletividade do sistema penal em favor dos interesses das classes dominantes.
Abstract The mass movement that went to the streets in Brazil during the so-called June Journeys, in 2013, represented a political landmark in the history of the country, putting Brazil into the international scenario originated by Arab Spring. Demonstrations had harsh police repression and the protesters were criminalized when exercising the right of resistance. This research aims to find out the causes and the effects of the role played by mass media over the criminal justice system, the social control and the criminalization processes, to the light of critical criminology and from the reading of the speech of the corporative mass media when broaching these demonstrations in journalistic articles. The study evidenced the role of mass media as an informal means of social control in the criminalization of deviant behavior, promoting social exclusion and marginalization of the conduct of the actors of the protests, interfering especially in the processes of secondary criminalization and reinforcing the selectiveness of criminal justice system for the interests of ruling classes.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/91058
Arquivos Descrição Formato
000912649.pdf (532.9Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.