Repositório Digital

A- A A+

ART acceptability in children : a randomized clinical trial

.

ART acceptability in children : a randomized clinical trial

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título ART acceptability in children : a randomized clinical trial
Outro título Aceitabilidade da ART em crianças : um ensaio clínico não randomizado
Autor Luz, Patricia Blaya
Barata, Juliana Sarmento
Meller, Cecilia Romero
Slavutzky, Sonia Maria Blauth de
Araujo, Fernando Borba de
Resumo Objetivo: comparar a aceitabilidade da ART e de restaurações convencionais em crianças. Material e métodos: A amostra do presente ensaio clínico randomizado foi composta por 30 crianças de 4 a 7 aanos de idade que tinham pelo menos uma cavidade ativa classe II em um primeiro molar que era acessível a instrumentos manuais. Os grupos de tratamento foram: grupo controle – tratamento com anestesia local, isolamento absoluto, instrumentos rotatórios e resina composta; grupo teste – tratamento de acordo com ART utilizando instrumentos manuais somente, sem anestesia e ionômero de vidro. Em ambos os grupos, somente tecido cariado desmineralizado e esmalte sem suporte foram removidos. A aceitabilidade dos dois grupos foi acessada por mensuração das sensações emocionais usando a Escala de Imagem Facial (EIF) antes e depois do procedimento. Resultados: Não houve diferenças significativas entre os grupos na mudanças dos escores da EIF. 50% das crianças do grupo teste ficaram mais satisfeitas, enquanto 64% das crianças do controle não mudaram seus sentimentos. Conclusão: ART não demonstrou ter melhor aceitabilidade do que o tratamento convencional. Entretanto, o menor tempo utilizado para completar o procedimento parece ser um aspecto válido em crianças muito jovens ou pacientes com problemas de comportamento.
Abstract Abstract Aim: to compare the acceptability of the ART and the conventional restoration approaches in children. Material and methods: The sample of the current randomized clinical trial was 30 children 4 to 7 years old who had at least one class II active cavity in a primary molar that was accessible to hand instruments. The treatment groups were: Control Group- treatment with local anesthesia, rubber dam, rotary instruments and composite resin. Test Group- treatment according to ART approach using only hand instruments, no anesthesia and glass ionomer. In both groups, only the demineralized carious tissue and unsupported enamel were removed. The acceptability of the two groups was assessed by measuring the emotional feelings represented by Face Image Scale (FIS) before and after the procedure. Results: There was no significant difference between the two groups regarding changes in FIS scores. Fifty percent of the children from the Test Group got more satisfied after the procedure, while 64% of the participants from Control Group did not change their feelings. Conclusion: The ART approach had not demonstrated to have a best acceptability then the conventional approach. However the short time taken to complete the procedure seems to be worthy aspects when dealing with very young children or patients with behaviors problems.
Contido em Revista da Faculdade de Odontologia de Porto Alegre. Porto Alegre. Vol. 53, n. 1 (jan./abr. 2012), p. 27-31
Assunto Carie dentaria
Restauracoes
[en] ART
[en] Class II
[en] Dental caries
[en] Primary teeth
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/94437
Arquivos Descrição Formato
000913110.pdf (144.3Kb) Texto completo (inglês) Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.