Repositório Digital

A- A A+

Custo-efetividade de cardiodesfibriladores implantáveis no Brasil nos setores público e privado

.

Custo-efetividade de cardiodesfibriladores implantáveis no Brasil nos setores público e privado

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Custo-efetividade de cardiodesfibriladores implantáveis no Brasil nos setores público e privado
Outro título Cost-effectiveness of implantable cardioverter defibrillators in Brazil in the public and private sectors
Autor Ribeiro, Rodrigo Antonini
Stella, Steffan Frosi
Zimerman, Leandro Ioschpe
Pimentel, Mauricio
Rohde, Luis Eduardo Paim
Polanczyk, Carisi Anne
Resumo Vários ensaios clínicos randomizados demonstraram a efetividade do cardiodesfibrilador implantável (CDI) na redução de morte de pacientes com insuficiência cardíaca congestiva (ICC). Estudos de países desenvolvidos já avaliaram a custo-efetividade do CDI, porém as informações não são transferíveis para o Brasil. Objetivo: Avaliar a custo-efetividade do CDI em pacientes com ICC sob duas perspectivas: pública e saúde suplementar. Métodos: Um modelo de Markov foi criado para analisar a relação de custo-efetividade incremental (RCEI) do CDI, comparado à terapia convencional, em pacientes com ICC. Efetividade foi medida em anos de vida ajustados para qualidade (QALY). Na literatura, buscaram-se dados de efetividade e complicações. Custos foram extraídos das tabelas do SUS e de valores praticados pelos convênios, assim como médias de internações hospitalares. Análises de sensibilidade univariadas foram feitas em todas as variáveis do modelo. Resultados: A RCEI foi de R$ 68.318/QALY no cenário público e R$ 90.942/QALY no privado. Esses valores são superiores aos sugeridos como pontos de corte pela Organização Mundial da Saúde, de três vezes o PIB per capita (R$ 40.545 no Brasil). Variáveis mais influentes na análise de sensibilidade foram: custo do CDI, intervalo de troca do gerador e efetividade do CDI. Em simulação de cenário semelhante ao MADIT-I, as relações foram de R$ 23.739/QALY no cenário público e R$ 33.592/QALY no privado. Conclusão: Para a população em geral com ICC, a relação de RCEI do CDI, tanto na perspectiva pública como na privada, é elevada. Resultados mais favoráveis ocorrem em pacientes com alto risco de morte súbita. (Arq Bras Cardiol 2010; 95(5): 577-586)
Abstract Background: Many randomized clinical trials have demonstrated the effectiveness of the implantable cardioverter–defibrillator (ICDs) in death reduction of chronic heart failure (CHF) patients. Some developed countries studies have evaluated its cost-effectiveness, but these data are not applicable to Brazil. Objective: To evaluate the cost-effectiveness of ICD in CHF patients under two perspectives in Brazil: public and supplementary health systems. Methods: A Markov model was developed to analyze the incremental cost-effectiveness ratio (ICER) of ICD compared to conventional therapy in patients with CHF. Effectiveness was measured in quality-adjusted life years (QALYs). We searched the literature for data regarding effectiveness and complications. Costs were retrieved from public and health insurances reimbursement codebooks and from mean cost of admissions from a public and a private hospital. One-way sensitivity analysis was performed in all variables of the model. Results: ICER was R$ 68,318/QALY in the public and R$ 90,942/QALY in the private perspective. These values are much higher than the one suggested by the World Health Organization of 3 times the gross domestic product per head (R$ 40,545 in Brazil). The results were sensitive to the cost of the device, battery replacement interval and ICD effectiveness. In a simulation resembling MADIT-I population survival and ICD benefit, ICER was R$ R$ 23,739/QALY in the public and R$ 33,592/QALY in the private perspective. Conclusion: The ICER of ICD is elevated in the general ICC population, in either the public or private perspective. A more favorable result occurs in patients with a high sudden death risk. (Arq Bras Cardiol 2010; 95(5): 577-586)
Contido em Arquivos brasileiros de cardiologia. São Paulo. Vol. 95, n. 5 (Oct. 2010), p. 577-586
Assunto Análise custo-benefício
Brasil
Desfibriladores implantáveis
[en] Brazil
[en] cost-benefit analysis
[en] Defibrillators
[en] implantable
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/94506
Arquivos Descrição Formato
000896621.pdf (1.404Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.