Repositório Digital

A- A A+

Estudo do gênero Panochthus Burmeister, 1866 (Mammalia, Xenarthra, Glyptodontidae) do pleistoceno do estado do Rio Grande do Sul, Brasil

.

Estudo do gênero Panochthus Burmeister, 1866 (Mammalia, Xenarthra, Glyptodontidae) do pleistoceno do estado do Rio Grande do Sul, Brasil

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Estudo do gênero Panochthus Burmeister, 1866 (Mammalia, Xenarthra, Glyptodontidae) do pleistoceno do estado do Rio Grande do Sul, Brasil
Autor Santos, José Darival Ferreira dos
Orientador Ribeiro, Ana Maria
Data 2014
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Geociências. Programa de Pós-Graduação em Geociências.
Assunto Paleovertebrados
Rio Grande do Sul
[en] Glyptodontidae
[en] Osteoderms
[en] Panochthus
[en] Pleistocene
Resumo O registro de gliptodontes no sul do Brasil se trata principalmente de osteodermos, muitas vezes isolados e que por uma questão tafonômica, de preservação (estrutura mineralizada) e proporção (presença de centenas de osteodermos em uma carapaça) são os mais abundantes. Panochthus é o segundo gênero de maior representação de Glyptodontidae nos depósitos do Rio Grande do Sul, ficando atrás apenas de Glyptodon. Os depósitos fossilíferos onde foram encontrados registros de Panochthus são: Rosário do Sul (Rincão dos Fialho), Santa Vitória do Palmar (Arroio Chuí e Balneário Hermenegildo), Touro Passo (Uruguaiana) e Sanga dos Borba (Pantano Grande). Na presente dissertação, foram estudados novos espécimes coletados nas localidades pleistocênicas nos municípios de Rosário do Sul, Santa Vitória do Palmar e Uruguaiana, bem como uma revisão dos materiais previamente descritos e referidos pertencentes ao gênero Panochthus para o Pleistoceno do Rio Grande do Sul. O material corresponde basicamente em uma grande quantidade de osteodermos isolados e alguns fragmentos de tubos caudais, depositados no Museu de Ciências Naturais do Rio Grande do Sul, Museu Nacional do Rio de Janeiro, Museu de Ciências Tancredo Filho Melo e Laboratório de Geologia e Paleontologia da Universidade Federal de Rio Grande. Com este estudo corroborou-se que a principal característica apresentada pelos osteodermos e superfície dos tubos caudais é o similar padrão de figuras tuberculares distribuídas de maneira aleatória sem qualquer formação de figuras em forma de roseta, com exceção de regiões específicas da carapaça; e que para identificação das espécies de Panochthus é necessário observar os caracteres do tubo caudal. Panochthus tuberculatus tem seu registro historicamente feito para o Rio Grande do Sul principalmente por meio de osteodermos isolados. Na análise feita nos novos materiais, pode-se confirmar a presença dessa espécie apenas para o Balneário Hermenegildo e também registrar a presença de P. cf. P. greslebini para a mesma localidade. Por se tratarem somente de osteodermos isolados, nas demais localidades os materiais estudados foram atribuídos a Panochthus sp.
Abstract The record of glyptodonts in southern Brazil is constitute mainly of osteoderms, oftently isolated, and by bias taphonomic of preservation (mineralized structure) and proportion (presence of hundreds of osteoderms on carapace) are the most abundant. Panochthus is the second genus with greater of representation in deposits of Rio Grande do Sul, behind only Glyptodon. The fossiliferous deposits where are found Panochthus: Rosário do Sul (Rincão dos Fialho), Santa Vitória do Palmar (Arroio Chuí and Balneário Hermenegildo), Touro Passo (Uruguaiana) and Sanga of Borba (Pantano Grande). In this dissertation, new speciemen collected in Pleistocene localities in the municipalities of Rosario do Sul, Santa Vitória do Palmar and Uruguaiana were studied, and a revision made of the materials previously described and those belonging to Panochthus. The material is basically a lot of isolates osteoderms and fragments of caudal tubes, deposited in the Museu de Ciências Naturais do Rio Grande do Sul, Museu Nacional do Rio de Janeiro and Museu Tancredo Melo Filho e Laboratory of Geology and Paleontology da Universidade Federal do Rio Grande. In this study, we corroborated that the main feature presented by osteoderms and tube caudal surface is the similar pattern of tubercular figures randomly distributed without any formation of rosetteshaped figures, except for specific regions of the carapace and to Panochthus species identification is necessary to observe the characters of the caudal tube. Panochthus tuberculatus has registry historically done to Rio Grande do Sul, mainly through isolated osteoderms. The analysis made in the new material, one can confirm the presence of that species only to Balnário Hermenegildo and also register the presence of P. cf. P. greslebini to the same location. In other localities studied is attributed to Panochthus sp, because there are only isolated osteoderms.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/94684
Arquivos Descrição Formato
000915835.pdf (14.70Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.