Repositório Digital

A- A A+

Setting priorities for mental health research in Brazil

.

Setting priorities for mental health research in Brazil

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Setting priorities for mental health research in Brazil
Outro título Agenda de prioridades de pesquisa para saúde mental no Brasil
Autor Gregório, Guilherme da Silveira
Tomlinson, Mark
Gerolin, Jerônimo
Kieling, Christian Costa
Moreira, Hugo Cogo
Razzouk, Denise
Mari, Jair de Jesus
Abstract Background: The main aim of this study is to review the agenda for research priorities of mental health in Brazil. Methodology : The first step was to gather 28 experts (22 researchers, five policy makers, and the coordinator) representing all mental health fields from different geographical areas of the country. Participants were asked to list what they considered to be the most relevant mental health research questions for the country to address in the next 10 years. Seventeen participants answered this question; after redundancies were excluded, a total of 110 responses were collected. As the second step, participants were asked to rank which questions were the 35 most significant. The final step was to score 15 items for each of the 35 selected questions to determine whether it would be a) answerable, b) effective, c) deliverable, d) equitable, and e) effective at reducing the burden of mental health. The ten highest ranked questions were then selected. Results: There were four questions addressing primary care with respect to a) the effectiveness of interventions, b) “matrix support”, c) comparisons of different models of stepped care, and d) interventions to enhance identification and treatment of common mental disorders at the Family Health Program. The other questions were related to the evaluation of mental health services for adults and children/adolescents to clarify barriers to treatment in primary care, drug addiction, and severe mental disorders; to investigate the cost-benefit relationship of anti-psychotics; to design interventions to decrease alcohol consumption; and to apply new technologies (telemedicine) for education and supervision of non-specialists. Conclusion: This priority-setting research exercise highlighted a need for implementing investments at the primarycare level, particularly in the family health program; the urgent need to evaluate services; and policies to improve equity by increasing accessibility to services and testing interventions to reduce barriers for seeking mental health treatment.
Resumo Introdução: O principal objetivo desse estudo foi revisar a agenda de prioridades em pesquisa em saúde mental no Brasil. Método : Foram selecionados 28 especialistas (22 pesquisadores, cinco legisladores e o coordenador) de diferentes regiões. Responderam ao que consideravam mais relevante em pesquisa para a saúde mental para os próximos 10 anos. Dezessete responderam e configuraram 110 questões, que foram reavaliadas por eles, com atribuição de escore, a partir de 15 itens distribuídos segundo grau de responsividade, eficácia, aplicabilidade, equidade e impacto na redução da carga da doença mental. 35 questões, e dentre elas as 10 mais bem pontuadas, foram destacadas. Resultados: Prevaleceram indicações para estudos de efetividade das intervenções, matriciamento, comparação entre modelos de intervenção e detecção e tratamento de transtornos mais prevalentes na Estratégia da Saúde da Família. Avaliação de serviços quanto às barreiras ao tratamento; custo-efetividade dos antipsicóticos, intervenções contra efeitos do álcool e outras drogas, e aplicação de tecnologias (telemedicina) para educação e supervisão dos generalistas foram outros. Conclusão: Apontou-se para necessidade de investimentos na saúde mental na atenção primária à saúde; avaliação do sistema de serviços de cuidados de saúde mental, e pesquisas para romper barreiras ao acesso e à equidade no tratamento dos transtornos mentais.
Contido em Revista brasileira de psiquiatria (1999). São Paulo. Vol. 34, n. 4 (Dec. 2012), p. 434-439
Assunto Agenda de pesquisa em saúde
Dotação de recursos para cuidados de saúde
Prioridades em saúde
Serviços de saúde mental
[en] Health Care Rationing
[en] Health Priorities
[en] Health Priorities Agenda
[en] Health Research Agenda
[en] Mental Health Services
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/94847
Arquivos Descrição Formato
000876813.pdf (543.9Kb) Texto completo (inglês) Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.