Repositório Digital

A- A A+

Psychiatric disorders among individuals who drive after the recent use of alcohol and drugs

.

Psychiatric disorders among individuals who drive after the recent use of alcohol and drugs

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Psychiatric disorders among individuals who drive after the recent use of alcohol and drugs
Outro título Transtornos psiquiátricos entre indivíduos que dirigem sob uso recente de álcool e drogas
Autor Faller, Sibele
Webster, Matthew
Leukefeld, Carl G.
Bumaguin, Daniela Benzano
Duarte, Paulina do Carmo Arruda Vieira
De Boni, Raquel Brandini
Pechansky, Flavio
Abstract Introduction: This cross-sectional study assessed the prevalence of psychiatric disorders among drivers , as well as the association between recent alcohol and drug use and psychiatric diagnoses using telephone interviews. Methods: Drivers (n = 1,134) included in a roadside survey from 25 Brazilian state capitals were given a breathalyzer test, and their saliva was tested for psychoactive drugs. A telephone interview was conducted to perform psychiatric disorder evaluations using the MINI. This association was analyzed with a Poisson regression model. Results: The prevalence of any psychiatric disorder was 40.5% among drivers with recent alcohol or drug use, compared with 12.9% among the other drivers. Alcohol/drug-positive drivers reported a higher prevalence of depression (19.4%), mania (6.5%), hypomania (5.4%), post-traumatic stress disorder (8.6%), antisocial personality (7.8%), and substance/alcohol abuse or dependence (48.1%) compared with other drivers (3.5, 2.5, 2.1, 0.5, 1.3 and 18.3% [p < 0.001], respectively). Drivers with recent alcohol or drug use were 2.5 times more likely to have a psychiatric diagnosis (CI: 1.8-3.6, p < 0.001). Discussion: This is the first study in a low-/middle-income country to evaluate psychiatric disorders in drivers with recent alcohol or drug using telephone interviews. Psychiatric disorders were found to be associated with drug and alcohol use. This type of epidemiological information for curtailing related driving problems, as these psychiatric conditions are diagnosable. Final Remarks: The results of this study can aid in the design of interventions, treatment programs and focused psychiatric evaluations, both in Brazil and abroad.
Resumo Introdução: Este estudo transversal avaliou a prevalência de transtornos psiquiátricos e a associação entre dirigir alcoolizado e transtornos psiquiátricos entre motoristas por meio de entrevistas telefônicas. Método: Motoristas (n = 1.134) selecionados a partir de um estudo realizado nas rodovias de 25 capitais brasileiras foram etilometrizados e tiveram sua saliva testada para substâncias psicoativas. Uma entrevista por telefone foi realizada para obter dados sobre transtornos psiquiátricos através do MINI. A associação entre transtornos psiquiátricos e dirigir com uso recente de substâncias foi analisada com um modelo de regressão de Poisson. Resultados: A prevalência de transtornos psiquiátricos foi de 40,5% entre os motoristas que beberam/usaram drogas, em comparação com 12,9% nos demais motoristas. Motoristas que dirigiram com uso recente de substâncias relataram uma maior prevalência de depressão (19,4%), mania (6,5%), hipomania (5,4%), transtorno de estresse póstraumático (8,6%), personalidade antissocial (7,8%), e abuso ou dependência de álcool/drogas (48,1%) quando comparados com os outros motoristas (3,5%, 2,5%, 2,1%, 0,5%, 1,3% e 18,3%, p < 0,001), respectivamente). Motoristas com uso recente de substâncias apresentaram 2,5 mais chance de ter qualquer diagnóstico psiquiátrico (IC: 1,8‑3,6, p < 0,001). Discussão: Este é o primeiro estudo em países de baixa e média renda cujo objetivo é avaliar transtornos psiquiátricos em motoristas com uso recente de substâncias por meio de entrevistas telefônicas. Transtornos psiquiátricos foram associados com o comportamento de dirigir com uso recente de substâncias. Este tipo de informação epidemiológica é fundamental para estratégias de planejamento que visam enfrentar problemas relacionados com o beber e dirigir, uma vez que estas condições psiquiátricas são diagnosticáveis.
Contido em Revista brasileira de psiquiatria = Brazilian journal of psychiatry. São Paulo. Vol. 34, n. 3 (out. 2012), p. 314-320
Assunto Brasil
Detecção do abuso de substâncias
Transtornos relacionados ao uso de álcool
[en] Alcohol
[en] Drivers
[en] Drugs
[en] Psychiatric Disorders
[en] Telephone
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/94879
Arquivos Descrição Formato
000874996.pdf (753.5Kb) Texto completo (inglês) Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.