Repositório Digital

A- A A+

Características imunológicas e virológicas e as variáveis flexibilidade (FLEX) e força de resistência abdominal (FRA) de crianças e adolescentes portadores de HIV/AIS em uso de TARV

.

Características imunológicas e virológicas e as variáveis flexibilidade (FLEX) e força de resistência abdominal (FRA) de crianças e adolescentes portadores de HIV/AIS em uso de TARV

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Características imunológicas e virológicas e as variáveis flexibilidade (FLEX) e força de resistência abdominal (FRA) de crianças e adolescentes portadores de HIV/AIS em uso de TARV
Autor Santos, Fabiana Ferreira dos
Pereira, Fernanda Bissigo
Silva, Carmem Lucia Oliveira da
Lazzarotto, Alexandre Ramos
Petersen, Ricardo Demetrio de Souza
Resumo Introdução: No contexto da cronicidade da AIDS, escassos estudos avaliaram variáveis de aptidão física em crianças e adolescentes; entretanto, com adultos têm-se registrado a importância da adesão aos exercícios físicos associados à TARV para melhorar essas variáveis. Objetivo: Identificar as características imunológicas, virológicas e as variáveis flexibilidade (FLEX) e força de resistência abdominal (FRA) de crianças e adolescentes portadores de HIV/AIDS em uso de TARV. Método: Estudo transversal realizado no Ambulatório de HIV/AIDS em Pediatria do Hospital de Clínicas de Porto Alegre. A amostra foi obtida consecutivamente por 63 pacientes (dez crianças e 53 adolescentes), de ambos os sexos, entre sete e 17 anos. A análise dos dados foi realizada no SPSS, versão 18.0, (p ≤ 0,05). Para comparar as médias foi utilizado o teste t de Student pareado. Resultados: O tempo médio de diagnóstico do HIV e da TARV atual foram 11 ± 3,42 anos e 40 ± 32,78 meses. A forma de transmissão prevalente foi a transmissão vertical (98,42%). A carga viral indetectável foi identificada em 73,1%. A contagem de T CD4+ e T CD8+, bem como sua relação, apresentaram as médias de 932,25 ± 445,53 células/ml, 1.018 ± 671,23 células/ml e 0,90 ± 0,41. Nas variáveis FLEX e FRA, independente do sexo, houve maior proporção de crianças e adolescentes classificadas abaixo dos pontos de corte. Observou-se diferença significativa entre a FRA e seus respectivos pontos de corte no período de diagnóstico do HIV (p = 0,032), T CD4+ (p = 0,008) e na carga viral (p = 0,030). Houve diferença significativa entre a FLEX e seus respectivos pontos de corte nas variáveis T CD4+/T CD8+ (p = 0,022) e na carga viral (p = 0,040). Conclusão: Os resultados demonstraram que existe uma estabilidade nas características imunológicas e virológicas, porém, níveis indesejados de aptidão física nas variáveis FLEX e FRA.
Abstract Introduction: In the context of chronicity of AIDS, few studies have evaluated variables of physical fitness in children and adolescents; however, with adults the importance of adherence to HAART associated with physical exercise to improve these variables has been reported. Objective: To identify the immunological and virological characteristics and flexibility (FLEX) and abdominal endurance (AE) variables of children and HIV / AIDS adolescents using HAART. Methods: This cross-sectional study took place at the HIV / AIDS Pediatric Clinic of the University Hospital (“Hospital de Clínicas”) in the city of Porto Alegre. The sample was obtained consecutively by 63 patients (10 children and 53 adolescents) of both sexes, between ages 07 and 17 years. Data analysis was performed with SPSS, version 18.0 (p ≤ 0.05). To compare the means, paired Student’s t test was used. Results: The mean diagnosis time of HIV and HAART was, respectively, 11 ± 3.42 years and 40 ± 32.78 months. The prevalent form of transmission was vertical transmission (98.42%). The undetectable viral load was identified in 73.1%. The count of CD4 + and CD8 + T cells as well as their relationship, presented averages of 932.25 ± 445.53 cells / ml, 1018 ± 671.23 cells / ml and 0.90 ± 0.41, respectively. Concerning the variables FLEX and AE, regardless of sex, there was a higher proportion of children and adolescents classified below the cutoffs points. Significant difference was observed between AE and their respective cutoff points in the HIV diagnosis (p = 0.032); CD4 + (p = 0.008) and viral load (p = 0.030). There were significant differences between FLEX and its respective cutoffs in variables CD4 + / CD8 + (p = 0.022) and in the viral load (p= 0.040). Conclusion: The results demonstrate that immunological and virological characteristics are stable; however, undesirable levels of fitness are observed in FLEX and AE variables.
Contido em Revista brasileira de medicina do esporte, São Paulo, SP. Vol. 19, n.1 (jan./feb. 2013), p. 40-43
Assunto Adolescente
AIDS
Aptidão física
Criança
[en] adolescents
[en] children
[en] HIV/AIDS
[en] physical fitness
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/94907
Arquivos Descrição Formato
000874850.pdf (110.2Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.