Repositório Digital

A- A A+

Efeito do uso profilático do anti-inflamatório não-esteroide ibuprofeno sobre o desempenho em uma sessão de treino de força

.

Efeito do uso profilático do anti-inflamatório não-esteroide ibuprofeno sobre o desempenho em uma sessão de treino de força

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Efeito do uso profilático do anti-inflamatório não-esteroide ibuprofeno sobre o desempenho em uma sessão de treino de força
Autor Correa, Cleiton Silva
Cadore, Eduardo Lusa
Baroni, Bruno Manfredini
Silva, Eduardo Ramos da
Bijoldo, Jocelito Martins
Pinto, Ronei Silveira
Kruel, Luiz Fernando Martins
Resumo Introdução: Medicamentos anti-inflamatórios não esteroides, como o ibuprofeno, têm sido utilizados por atletas de várias modalidades com o intuito de aumentar desempenho esportivo. Objetivo: Verificar o efeito do uso profilático de ibuprofeno sobre desempenho em uma sessão de treino de força. Métodos: Um ensaio clínico, cruzado, randomizado, duplo-cego e placebo-controlado foi desenvolvido com 12 praticantes regulares de treino de força do sexo masculino, os quais realizaram uma sessão de treino após a ingestão de ibuprofeno (1,2 g) e uma outra após a ingestão de placebo. Seis séries dos exercícios supino e agachamento foram realizadas em cada sessão de treino com uma carga constante correspondente a 65% da 1RM de cada exercício. O desempenho no treinamento foi mensurado através do número de repetições que os voluntários conseguiram realizar em cada série de exercício a cada sessão de treino de força. Resultados: Não foram verificadas diferenças significativas de desempenho no treino de força com a administração prévia de placebo ou ibuprofeno (p > 0,05). Conclusão: A ingestão de ibuprofeno nos parâmetros de administração adotados pelo presente estudo não promove qualquer tipo de alteração na tolerância ao exercício em uma sessão isolada de treino de força, o que contraria a indicação dessa substância para fins ergogênicos no treino de força.
Abstract Introduction: Non-steroidal anti-inflammatory drugs, such as ibuprofen, have been used by athletes of several sports modalities in order to increase athletic performance. Objective: To verify the effect of the prophylactic use of ibuprofen on performance in a strength training session. Methods: A crossover, randomized, double-blind and placebo-controlled clinical assay was developed with twelve male regular practitioners of strength training who performed one strength training session after ibuprofen (1.2 g) ingestion and another session after placebo ingestion. Six series of bench press and squat exercises were performed in each training session with constant load corresponding to 65% of the 1RM in each exercise. The training performance was measured through the number of repetitions that volunteers have accomplished in each exercise series of each strength training session. Results: No significant performance differences were verified in strength training with previous administration of placebo or ibuprofen (p < 0.05). Conclusion: Ibuprofen administration at the same parameters adopted by the present study does not promote any change on tolerance to exercise in a single strength training session, a fact which is contrary to the administration of this substance for ergogenic purposes in strength training.
Contido em Revista brasileira de medicina do esporte, São Paulo, SP. Vol. 19, n.2 (mar./abr. 2013), p. 116-119
Assunto Medicamentos
Treinamento de força
[en] non-steroidal anti-inflammatories
[en] performance
[en] strenght training
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/94966
Arquivos Descrição Formato
000896020.pdf (117.2Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.