Repositório Digital

A- A A+

O financiamento das campanhas para deputado federal um estudo sobre as eleições de 2010 no Rio Grande do Sul

.

O financiamento das campanhas para deputado federal um estudo sobre as eleições de 2010 no Rio Grande do Sul

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título O financiamento das campanhas para deputado federal um estudo sobre as eleições de 2010 no Rio Grande do Sul
Autor Führ, Lucas Salomon da Silva
Orientador Santos, André Luiz Marenco dos
Data 2013
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Filosofia e Ciências Humanas. Curso de Ciências Sociais: Bacharelado.
Assunto Candidato político
Eleições
Financiamento de campanha
Partidos políticos
Rio Grande do Sul
Sistema eleitoral
Voto
Resumo Este trabalho referencia-se no levantamento bibliográfico acerca do modelo de financiamento de campanhas proporcionais em vigor hoje no Brasil. Busca-se mensurar o peso e o significado do financiamento privado das campanhas como ferramenta indispensável e predominante – , na busca por votos e pelo sucesso eleitoral. Insere-se a análise do sistema eleitoral atual sob uma perspectiva crítica referenciada no entendimento que distingue o processo de busca pelo poder político do processo de busca pelo poder econômico. Em um segundo momento, dá-se o estudo de caso, focado nas eleições de 2010 no Rio Grande do Sul. Para isso, selecionam-se os 10 maiores partidos neste estado e se verifica – através de gráficos e quadros escolhidos para ilustrar os principais elementos analisados – a relação existente entre gastos de campanha e votação final de cada candidatura analisada. Dá-se, então, a classificação ideológica destes partidos analisados, com o intuito de verificar os resultados à luz da variável ideológica. Os elementos quantitativos extraídos desta relação entre gastos e votos são relacionados ao número de candidatos eleitos por partido, perfil de lançamento de candidaturas, custo-voto, candidatos “grandes e pequenos” e outros. Ao final, conclui-se a hipótese inicial de ser o segmento ideológico da Direita o que mais gasta na obtenção de votos, embora constatando não comprovar a hipótese ao verificar que o segmento da Esquerda fora o que mais gastara em todo o pleito. Ademais, verifica-se ainda a existência de um pequeno rol de partidos que apresenta boa distribuição de candidatos quanto ao seu potencial eleitoral, justamente os partidos com forte tradição no estado do Rio Grande do Sul.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/94990
Arquivos Descrição Formato
000915259.pdf (643.9Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.