Repositório Digital

A- A A+

Tétano em cães

.

Tétano em cães

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Tétano em cães
Autor Carvalho, Renata Sesti
Orientador Araújo, Ana Cristina Pacheco de
Co-orientador Voll, Juliana
Data 2013
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do sul. Faculdade de Veterinária. Curso de Medicina Veterinária.
Assunto Clinica veterinaria : Caes
Tétano : Cães
[en] Clostridium tetani
[en] Dogs
[en] Neurotoxin
[en] Tetanus
Resumo O tétano em cães é uma enfermidade infecciosa causada pela ação da potente neurotoxina produzida pela bactéria Clostridium tetani em ferimentos contaminados. Em condições de anaerobiose, os esporos passam para a forma vegetativa, a qual se multiplica, iniciando a produção da tetanoespasmina, neurotoxina que dará origem ao quadro clínico desta doença. Esta toxina ascende os nervos periféricos até a medula espinhal, atingindo o sistema nervoso central, bloqueando a inibição dos neurônios motores, o que leva a uma paralisia espástica. Os esporos do C. tetani são abundantes no solo e caracterizam-se por alta resistência ambiental. É uma doença de ocorrência rara em cães, pois a espécie canina, juntamente com a espécie felina, é relativamente resistente ao microrganismo. Entretanto, é importante que seja levada em consideração, pois, uma vez instalado o microrganismo, o prognóstico é sempre reservado, tornando-se ruim quando os sinais progridem rapidamente. O período de incubação é, em média, de dez a 14 dias. Os sinais clínicos podem ser desde marcha rígida e orelhas eretas até decúbito e opistótono. Esta enfermidade é diagnosticada com base nos sinais clínicos e no histórico de trauma recente. O tratamento consiste em repouso, debridamento da ferida, uso de antimicrobianos, neutralização da toxina e cuidados intensivos.
Abstract Tetanus in dogs is an infectious disease caused by the action of the potent neurotoxin produced by the bacterium Clostridium tetani in contaminated wounds. In anaerobic conditions the spores turn into the vegetative form, which multiplies, starting the production of tetanospasmin, a neurotoxin that leads to the clinical presentation of this disease. This toxin enters the local motor nerves and reaches the central nervous system by blocking the inhibition of motor neurons, which leads to spastic paralysis. Spores of C. tetani are abundant in soil and characterized by high resistance in the environment. It is a rare disease in dogs because the canine species, as the feline, is relatively resistant to this microorganism. However, it is important that this disorder is taken into consideration since once the microorganism is installed, the prognosis is always poor, becoming worst when the signs progress rapidly. Incubation time is, on average, from 10 to 14 days. Clinical signs can range from stiff gait and upright ears until recumbency and opisthotonos. This disorder is diagnosed based on the clinical signs and history of recent trauma. Treatment consists of resting, wound debridement, antibiotics administration, toxin neutralization and intensive care.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/95134
Arquivos Descrição Formato
000917777.pdf (570.9Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.