Repositório Digital

A- A A+

Antibióticos em tonsilectomias : terapêutico ou profilático? Necessário ou abusivo?

.

Antibióticos em tonsilectomias : terapêutico ou profilático? Necessário ou abusivo?

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Antibióticos em tonsilectomias : terapêutico ou profilático? Necessário ou abusivo?
Outro título Antibiotic use in tonsillectomies : therapeutic or prophylactic? Required or excessive?
Autor Piltcher, Otavio Bejzman
Scarton, Fabiana Bortoncello
Resumo A adenotonsilectomia é uma das cirurgias mais comumente realizadas na população pediátrica e adulta jovem. A morbidade pós-operatória de tal procedimento cirúrgico é importante incluindo odinofagia, disfagia, otalgia, febre, halitose, perda ponderal e redução da aceitação por via oral. Após a tonsilectomia, com ou sem adenoidectomia, a colonização da loja tonsilar aberta pela flora bacteriana oral causaria uma exacerbação da reação inflamatória local, piorando a dor pós-operatória. A hipótese de que a redução da população bacteriana na ferida cirúrgica aberta possa diminuir a inflamação local, promover o processo cicatricial e acelerar a recuperação pós-operatória determinou inúmeros estudos que abordaram a relação entre o uso perioperatório de antibióticos e a morbidade pós-operatória da adenotonsilectomia. Apesar desses estudos se definirem como avaliadores do uso profilático cirúrgico de antibióticos nessas cirurgias, não houve seguimento das normas de antibioticoprofilaxia cirúrgica internacionalmente aceitas, sendo que a maioria utiliza antibióticos por sete dias pósoperatórios. Através de uma revisão crítica da literatura, os autores discutem os prós e contras do uso de antibiótico nas tonsilectomias ou adenotonsilectomias, assim como a correta definição para sua utilização.
Abstract Adenotonsillectomy is one of the most commonly performed surgeries in the pediatric e young adult populations. The post-operative morbidity of such surgical procedure is frequently significant, including odynophagia, dysphagia, fever, halitosis, loss of weight and reduced oral intake. After tonsillectomy, with ou or without adenoidectomy, the colonization of the open tonsilar fossae by the bacterial population of the oral cavity would cause an exacerbation of the local inflammatory response worsening post-operative pain. The hypothesis that a reduction of the bacterial population of an open surgical wound could minimize the local inflammation, stimulate the cicatricial process and hasten recovery triggered a considerable number of studies which addressed the relationship between the use of perioperative antibiotics and post-operative morbidity of adenotonsillectomy. In spite of the fact that those studies claim to perform an assessment of the surgical prophylactic use of antibiotics, their outline is not in agreement with the worldwide accepted principles of surgical antibiotic prophylaxis. By performing a critical review of literature, the authors discuss the advantages and disadvantages of antibiotic use in tonsillectomies or adenotonsillectomies, as well as the most appropriate definition for its utilization.
Contido em Revista brasileira de otorrinolaringologia. Rio de Janeiro. Vol. 71, n. 5 (set./out. 2005), p. 686-690
Assunto Antibacterianos
Antibioticoprofilaxia
Morbidade
Tonsilectomia
[en] Antibiotics
[en] Post-operative morbidity
[en] Prophylaxis
[en] Tonsillectomies
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/95146
Arquivos Descrição Formato
000860606.pdf (88.36Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.