Repositório Digital

A- A A+

Digestibilidade determinada pelo método indireto usando o n-alcano C35

.

Digestibilidade determinada pelo método indireto usando o n-alcano C35

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Digestibilidade determinada pelo método indireto usando o n-alcano C35
Autor Oliveira, Dimas Estrasulas de
Prates, Enio Rosa
Peralba, Maria do Carmo Ruaro
Resumo Foi feito um trabalho de extração e análise de n-alcanos com o objetivo de investigar o uso do n-alcano (C35) presente nas forragens como um indicador interno para determinação de digestibilidade. Foram utilizadas amostras de experimentos de digestibilidade convencional realizados previamente entre os anos de 1978 e 1982. O C35 subestimou as digestibilidades da matéria seca e orgânica, apresentando diferença média, em relação ao método in vivo, de 4,68 (± 0,69) e 4,43 (± 0,85) unidades percentuais, respectivamente. O coeficiente de regressão não diferiu da unidade, indicando que os métodos foram equivalentes, havendo, porém, a necessidade de um fator de correção. Os coeficientes de correlação para a matéria seca e orgânica, observados entre os dois métodos, foram 0,87 e 0,85, respectivamente. O C35 apresentou recuperação fecal média de 91,76% (± 7,94), que contribuiu para o vício da técnica.
Abstract An experiment was conducted, on extraction and analysis of n-alkanes, to investigate the use of n-alkane (C35) present in forages as an internal marker for the digestibility determination. Samples of forages and feces were taken from conventional digestibility trials, which were previous conducted from 1978 to 1982. The C35 underestimated the dry matter and organic matter digestibilities, presenting an average difference in relation to in vivo of 4.68 (± 0.69) and 4,43 (± 0.85) perceptual units, respectively. The coefficient of regression did not differ from the unit, indicating that both methods were equivalent, having, however, the necessity of a correction factor. The coefficients of correlation observed for the dry and organic matter between the two methods were 0.87 and 0.85, respectively. The average fecal recovery of C35 was 91.76% (± 7.94), and this contributed to the bias of the method.
Contido em Revista brasileira de zootecnia= Brazilian journal of animal science, Viçosa. Vol. 29, n. 3 (maio/jun. 2000), p. 848-852
Assunto Nutrição animal : Digestibilidade : Hidrocarboneto : Cromatografia gasosa
[en] digestibility
[en] gas chromatography
[en] hydrocarbons
[en] tropical grasses
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/95234
Arquivos Descrição Formato
000274719.pdf (36.62Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.