Repositório Digital

A- A A+

Correlação entre a avaliação comportamental do processamento auditivo e potenciais evocados auditivos de longa latência em crianças com queixa de dificuldade de aprendizagem

.

Correlação entre a avaliação comportamental do processamento auditivo e potenciais evocados auditivos de longa latência em crianças com queixa de dificuldade de aprendizagem

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Correlação entre a avaliação comportamental do processamento auditivo e potenciais evocados auditivos de longa latência em crianças com queixa de dificuldade de aprendizagem
Autor Rocha, Vanessa Onzi
Orientador Sleifer, Pricila
Data 2014
Nível Especialização
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Psicologia. Curso de Especialização em Audiologia.
Assunto Audição
Criança
Potencial evocado P300
Transtornos de aprendizagem
[en] Attention
[en] Central auditory diseases
[en] Event-related potentials P300
[en] Hearing
[en] Learning disorders
Resumo Objetivo: Verificar se existe concordância entre testes que avaliam de maneira comportamental o processamento auditivo e os potenciais evocados auditivos de longa latência e cognitivo em crianças com queixa de dificuldade de aprendizagem. Métodos: Foram avaliados 14 meninas e 16 meninos de 9 a 12 anos. Todas realizaram avaliação audiológica periférica completa e otorrinolaringológica. Após, realizaram avaliação do processamento auditivo (central), potenciais evocados auditivos de longa latência e cognitivo-P300. Foram selecionados três testes da avaliação do processamento auditivo: Dicótico de Dígitos, Random Gap Detection Test (RGDT) e Pitch Pattern Sequence (PPS). Resultados: Consideramos apenas as crianças com presença de alguma onda avaliada. Quanto ao gênero, não houve diferença significativa em nenhum dos testes. Houve diferença significativa entre as orelhas apenas no Dicótico de Dígitos (p=0,026), sendo o percentual mais elevado na OD. Houve associação negativa significativa quando relacionados os achados do potencial evocado auditivo de longa latência com a idade, ou seja, quanto maior a idade, menores as latências de P1 e N1 na OE. Também houve associação negativa do RGDT com as latências de N1 e P2 na OE, ou seja, quanto maiores os valores de RGDT, menores as latências. Houve associação negativa significativa entre o P300 e o PPS nomeando (%), em que, quanto mais altos os valores de P300, menores os percentuais de PPS nomeando. Conclusão: Houve correlação significativa entre os achados dos testes eletrofisiológicos e comportamentos do processamento auditivo em crianças com e sem dificuldade de aprendizagem.
Abstract Objective: To determine whether there is agreement between three tests that assess behaviorally auditory processing (RGDT, PPS and dichotic of digits) and results in auditory evoked potentials and long latency cognitive, in children 9-12 years with complained of difficulty in learning. Methods: The study population consisted of 14 girls and 16 boys. All underwent went evaluation, complete peripheral audiological evaluation (pure tone audiometry, speech audiometry and acoustic impedance measurements). After underwent auditory processing (central) auditory evoked potentials and long latency cognitive potential P300. Three tests of auditory processing were selected: dichotic of digits, random gap detection test (RGDT) e pitch pattern sequence (PPS). Results: We considered only children who showed the presence of some valued wave. The gender we observed no significant difference in any of the tests. There was a significant difference between the ears only for the dichotic listening (p = 0.026), with the highest percentage in the right ear. When relating the findings of auditory long latency with age and RGDT, there was a significant negative association of age with the findings of latency P1 and N1 latency on the left ear, ie, the higher the age, the lower the value of these findings. RGDT negative associations were also found with the findings of latency N1 and P2 latency in the left ear, ie, the higher the values of RGDT, the lower the values of these findings. There was a significant negative association between the P300 with the naming PPS (%), and the higher the values of P300, higher values of the percentage of PPS step styling. Conclusion: There is a correlation between the findings of behavioral and electrophysiological assessment of auditory processing in children 9-12 years old, complaining of difficulty learning.
Tipo Trabalho de conclusão de especialização
URI http://hdl.handle.net/10183/95448
Arquivos Descrição Formato
000918054.pdf (212.1Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.