Repositório Digital

A- A A+

Elaboração do processo de luto após perda fetal : relato de caso

.

Elaboração do processo de luto após perda fetal : relato de caso

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Elaboração do processo de luto após perda fetal : relato de caso
Autor Rios, Tamires dos Santos
Orientador Dell'Aglio, Debora Dalbosco
Data 2013
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Psicologia. Curso de Psicologia.
Assunto Aborto
Luto
Psicologia hospitalar
Psicoterapia
Resumo Através do relato de atendimento de um caso clínico, destaca-se a importância de observar as especificidades do luto por perda fetal ao traçar intervenções psicoterápicas. O atendimento de paciente com perda fetal foi realizado em hospital público geral de referência, incluindo a intervenção psicológica desde o pós-parto e a psicoterapia breve focal subsequente. As particularidades deste tipo de luto são discutidas a partir da literatura científica atual sobre o tema. Parte-se do entendimento de que um óbito fetal encerra uma experiência (a gestação) marcada por mudanças físicas, sociais e psicológicas para a mulher. Além disso, a interação com o bebê, baseada essencialmente na atribuição de significados por parte da mãe para os movimentos físicos do filho, também é interrompida abruptamente. A partir disso, ocorre um processo de luto específico, associado à perda de um projeto de vida, que, em geral, tende a ser subestimado em nível cultural e social. Discute-se através do caso apresentado a relevância de intervir também com o pai do bebê e outros familiares que mais tarde irão compor a rede de apoio da paciente. Além disso, destaca-se a importância do diálogo com a equipe médica a fim de garantir que o plano de tratamento previsto contemple as demandas específicas das pacientes que sofreram óbitos fetais. É importante que os psicólogos possam estar capacitados para o atendimento a esses casos, de forma a identificar a necessidade de tratamento para enfrentar o processo de luto e a melhor maneira de conduzir sua intervenção. No caso estudado, conclui-se que o papel da intervenção psicológica foi de oferecer suporte emocional e social, reconhecendo o sofrimento diante da perda e legitimando um espaço para falar sobre essa experiência e com isso, iniciar o processo de elaboração.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/95477
Arquivos Descrição Formato
000914016.pdf (162.2Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.