Repositório Digital

A- A A+

Geologia dos Granitoides Sanga Rasa, terreno Taquarembó, Bagé, RS

.

Geologia dos Granitoides Sanga Rasa, terreno Taquarembó, Bagé, RS

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Geologia dos Granitoides Sanga Rasa, terreno Taquarembó, Bagé, RS
Autor Tambara, Guilherme Baldissera
Orientador Philipp, Ruy Paulo
Data 2013
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Geociências. Curso de Geologia.
Assunto Bagé (RS)
Geocronologia
Geoquímica
Granitoides
[en] Geochemistry
[en] Granite
[en] Neoproterozoic
[en] Sanga Rasa granitoids
[en] Taquarembó terrain
[en] U-Pb ICP-MS geochronology
Resumo O Terreno Taquarembó está localizado na porção SW do Escudo Sul-rio-grandense e é interpretado como um fragmento do Cráton Rio de La Plata. Este Terreno é composto por gnaisses paleoproterozóicos do Complexo Granulítico Santa Maria Chico (CGSMC) parcialmente retrabalhados no Ciclo Brasiliano pela colocação de corpos graníticos. O CGSMC é constituído principalmente por granulitos básicos, gnaisses tonalíticos a granodioríticos, metanortositos, metaultramafitos, metapelitos, mármores e gnaisses calco-silicáticos. Os granitos que intrudem este complexo incluem a Suíte Santo Afonso e Saibro, e também o Granitoides Sanga Rasa, unidade que será caracterizada neste trabalho. O Granitoides Sanga Rasa apresenta uma forma aproximadamente orientada segundo 015-195, mostra relação de contato intrusiva com relação aos granitos da Suíte Santo Afonso, constituindo-se de uma rocha de textura equigranular média com variação localizada para fina ou grossa, cor cinza escuro e composição variando de termos dioríticos a sienograníticos, dominados por termos granodioríticos. Os minerais máficos predominantes são biotita e hornblenda (M’= 10-15), com titanita subordinada. Apresenta foliação magmática bem desenvolvida, marcada pelo alinhamento dimensional dos minerais máficos e do K-feldspato e alongamento do quartzo. Esta foliação tem disposição concordante com a forma alongada do corpo e encontra-se paralela a uma foliação tectônica que apresenta feições de deformação em estado subsolidus e solidus. Estas feições incluem a extinção ondulante em feldspatos e quartzo, a formação de maclas de deformação lamelares e chessboard em quartzo e também o encurvamento de maclas em feldspatos. De modo muito localizado observa-se também a recristalização parcial de feldspatos, com formação de textura granoblástica poligonal acompanhada pela formação de subgrãos nos minerais. Análises químicas indicam composições granodioríticas a graníticas, cálcico-alcalinas, metaluminosas a levemente peraluminosas. Dados geocronológicos preliminares apontaram idades de 620 e 610 Ma para tonalito e granodiorito, respectivamente.
Abstract The Taquarembó Terrain is located in the SW portion of the Sul-rio-grandense Shield and is interpreted as a fragment of the Rio de La Plata Craton. This Terrain is composed by paleoproterozoic gneisses of Santa Maria Chico Granulite Complex (SMCGC) partially reworked in the Brasiliano Orogenic Cycle by the alocation of granite bodies. The SMCGC is mainly constituted by basic granulites, tonalitic to granodioritic gneisses, metanortosites, metaultramafites, metapelites, marble and calco-silicatic gneisses. The granites that intrude this complex includes the Santo Afonso and Saibro Suite, and as well the Sanga Rasa Granitoids, an unit characterized in this work. The Sanga Rasa Granitoids intrusion shows an orientation of approximately 015-195, showing intrusive contact relation with the granites from the Santo Afonso Suite, constituting an equigranular texture and medium-grained rock, locally varying to fine- to coarse-grained, with dark grey color and composition varying from dioritic to sienogranitc terms, with dominating granodioritic terms. The mafic minerals prevailing are biotite and hornblend (M’= 10- 15), with subordinated titanite. The Sanga Rasa Granitoids shows a well-developed magmatic foliation, marked by dimensional alignment of mafic minerals and kfeldspar and quartz elongation. This foliation has a concordant disposition with the elongated form of the granitic body, and is parallel with a tectonic foliation that represents deformation features in subsolidus and solidus state. Those features include ondulant extinction in quartz and feldspar, the formation of lamellar deformation twins and “chessboard” in quartz, and the curving of twins in feldspar, with the formation of polygonal granoblastic texture followed by subgrain formation on minerals. Geochemistry analysis indicates granodioritic to tonalitic compositions, calc-alkaline series, metaluminous to slightly peraluminous. Preliminary geochronologic data shows ages of 620 and 610 Ma for a tonalite and granodiorite, respectively.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/95491
Arquivos Descrição Formato
000918238.pdf (9.803Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.