Repositório Digital

A- A A+

Caracterização estrutural de granitoides sintectônicos em ambiente de transcorrência

.

Caracterização estrutural de granitoides sintectônicos em ambiente de transcorrência

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Caracterização estrutural de granitoides sintectônicos em ambiente de transcorrência
Autor Schnorr, Evelin Roberta
Orientador Bitencourt, Maria de Fatima Aparecida Saraiva
Data 2013
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Geociências. Curso de Geologia.
Assunto Geologia estrutural
Granitoides sintectônicos
[en] Arroio divisa granitoids
[en] Microstructures
[en] Structural characterization
[en] Syntectonic magmatism
[en] Syntectonics granitoids
Resumo Os Granitoides Arroio Divisa (GAD), localizados no distrito de Quitéria, município de São Jerônimo, RS, representam uma associação de rochas predominantemente granodioríticas, foliadas, com enclaves microgranulares máficos e diques sinplutônicos, intrusivas no Complexo Arroio dos Ratos (CAR). Suas estruturas sugerem posicionamento em zona de cisalhamento dúctil correlacionada ao Cinturão de Cisalhamento Sul-brasileiro (CCSb), de idade neoproterozoica. Detalhamento estrutural foi desenvolvido em duas zonas, uma de baixa e outra de alta deformação, a fim de esclarecer as estruturas, as relações com as encaixantes e determinar as condições tectono-termais a que estavam submetidos os GAD quando do seu posicionamento. As principais estruturas observadas em escala de afloramento, na zona de mais baixa deformação, são uma foliação de origem magmático-deformacional, marcada pela orientação de feldspatos e biotitas, com componente milonítica de intensidade variável e mesma orientação. Na zona de mais alta deformação, predomina uma forte foliação milonítica, de direção e mergulho paralelos à foliação ígnea, aqui subordinada. As foliações, em ambas as zonas, possuem direção preferencial ENE-WSW, com mergulhos que variam de médio a predominantemente alto ângulos e lineações tipicamente de baixo caimento para WSW. As microestruturas geradas durante a cristalização indicam concomitante deformação atuante durante o seu posicionamento, a qual continuou durante os estágios tardi e pós-magmáticos, à medida que a rocha esfriou e se equilibrou com a temperatura da encaixante. Assim, foram identificadas as principais microestruturas desenvolvidas, de acordo com uma estimada temperatura de deformação e quantidade de strain. A deformação progressiva pode ser evidenciada por estruturas de fluxo magmático e de deformação de alta temperatura, como cristais ígneos de quartzo, subgrãos em padrão tabuleiro de xadrez e recristalização por migração de limite de grão em quartzo e subgrãos grandes em feldspatos, retrabalhadas por estruturas de mais baixa temperatura, como intensa recristalização de quartzo por rotação de subgrão. A integração dos dados de campo com os dados microestruturais permitiu estimar que os GAD foram cisalhados em condições termais compatíveis com as da fácies xistos verdes nos estágios pós-magmáticos, quando a rocha estava cristalizada e com a temperatura próxima à da encaixante, em nível crustal médio (15-20km). As microestruturas de mais baixa temperatura estão sobrepostas àquelas geradas em temperatura mais alta, quando o sistema ainda estava sob as condições de resfriamento e cristalização do magma.
Abstract The Arroio Divisa Granitoids (ADG), located at Quitéria district, São Jerônimo county, RS, represent an association of rocks predominantly granodioritic, foliated, with mafic microgranular enclaves and sinplutonic dikes, intrusive in the Arroio Dos Ratos Complex (ARC). Its structures suggest positioning in a ductile shear zone correlated to the Southbrasilian Shear Belt, neoproterozoic in age. Structural detailment was developed in two zones, one of low and one of high deformation, in order to clarify the structures, the relation with the host rock and to determine the tectonic-thermal conditions to what the ADG where submitted during its positioning. The main structures observed in outcrop scale, in the lower deformation zone, are a foliation which is magmatic-deformational in origin, marked by orientation of feldspars and biotites, with a milonitic component of variable intensity and same orientation. In the higher deformation zone, a strong milonitic foliation predominates, with direction parallel to the igneous foliation, here, subordinated Foliations, in both zones, present preferential direction ENE-WSW, with dips that range from medium to predominantly high angles and lineations typically of low plunge for SWS. The microstructures generated during crystallization indicate concomitant deformation acting during its positioning, which continued during late and post magmatic stages, as the rock cooled and balanced with the host rock’s temperature. Thus, the main microstructures developed have been identified according to an estimated temperature and amount of strain progressive deformation can be evidentiated by magmatic flow and high temperature deformation microstructures, such as igneous cristals of quarz, subgrains in chessboard pattern and recrystallization of quarz by grain boundary migration, and larger subgrain in feldspar reworked by lower temperature structures, as intensive recrystallization of quarz by subgrain rotation and bulging, and intensive fracturing in plagioclase and in alkaline feldspar. The integration of field data with microstructural data allowed us to estimate that the GAD were sheared in hot conditions compatible with the greenschist facies in the post-magmatic stages, when the rock was crystallized and the temperature close to the wall rock in crustal level medium (15-20km).The microstructures of lower temperature than those generated are overlapped at a higher temperature, while the system was still under the conditions of the melt cooling and crystallization.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/95518
Arquivos Descrição Formato
000918213.pdf (5.226Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.