Repositório Digital

A- A A+

O uso das mídias na educação especial

.

O uso das mídias na educação especial

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título O uso das mídias na educação especial
Autor Linkievicz, Lúcia Maria Melo
Orientador Nunes, Cintia
Data 2012
Nível Especialização
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Centro Interdisciplinar de Novas Tecnologias na Educação. Curso de Especialização em Mídias na Educação.
Assunto Aprendizagem
Prática pedagógica
Tecnologias de Informação e Comunicação (TICs)
Resumo A presente investigação tem como temática a prática pedagógica com a utilização das mídias (TV/Vídeo, Computador/ objetos de aprendizagem) no Atendimento Educacional Especializado - AEE. A prática docente no AEE está envolvida em ações que exigem interação voltada à formação dialógica e tecnológica dos sujeitos que protagonizam a inclusão escolar. Neste sentido, buscou-se conhecer como ocorre esta prática docente no AEE no contexto de 10 escolas da Rede Municipal de Ensino de Gravataí, com o objetivo de compreender e analisar as perspectivas e/ou alternativas, avanços e/ou benefícios com o uso das mídias no Atendimento Educacional Especializado através das falas dos professores da Sala de Recursos Multifuncional. A pesquisa caracteriza-se com abordagem qualitativa e exploratória e o instrumento utilizado para a coleta de dados foi um questionário semiestruturado com doze questões. A perspectiva metodológica utilizada para analisar os questionários foi a Análise Textual Discursiva (MORAES; GALIAZZI, 2007, p.7). Os resultados indicam que a prática docente com a utilização das mídias, mais especificamente, dos recursos tecnológicos acessíveis e os objetos de aprendizagem no AEE no Município de Gravataí está em processo crescente. Mesmo assim, mostram-se com alguns entraves em relação aos professores do ensino regular, pois estes não se sentem motivados e nem preparados para receber o público alvo da Educação Especial devido não saberem manusear as TICs e da mesma forma, percebe-se professores relutantes em usar técnicas e atividades diferenciadas em sala de aula. Estes entraves afetam a inclusão dos alunos com deficiência no ensino regular, mostrando ser um processo delicado e complexo, por vários motivos, os quais destacamos: despreparo acadêmico quanto a formação especifica sobre TICs, preconceito, inconformidades com as políticas públicas e desconhecimento das deficiências, mas, principalmente, falta de motivação para aprender novas técnicas e recursos criativos, repletos de ações colaborativas e cooperativas através da inclusão metodológica das mídias, das tecnologias de comunicação assistivas e os objetos de aprendizagem.
Tipo Trabalho de conclusão de especialização
URI http://hdl.handle.net/10183/95684
Arquivos Descrição Formato
000916189.pdf (564.6Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.