Repositório Digital

A- A A+

Niña que el clarinete es solo pa'hombres : performance e relações de gênero nos conjuntos de Chirimia em Quibdó-Chocó (Colômbia)

.

Niña que el clarinete es solo pa'hombres : performance e relações de gênero nos conjuntos de Chirimia em Quibdó-Chocó (Colômbia)

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Niña que el clarinete es solo pa'hombres : performance e relações de gênero nos conjuntos de Chirimia em Quibdó-Chocó (Colômbia)
Autor Velásquez Cuartas, Marcela
Orientador Lucas, Maria Elizabeth da Silva
Data 2014
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social.
Assunto Antropologia cultural
Antropologia da música
Antropologia social
Colômbia
Etnomusicologia
Performance musical
Relações de gênero
[en] Black sonorities
[en] Chirimia
[en] Gender relations
[en] Musical performances
[en] Musical practices in Quibdó-Chocó (Colombia)
[en] Performativity
[es] Conjunto de chirimía
[es] Performance musical
[es] Performatividad
[es] Prácticas musicales de Quibdó-Chocó (Colombia)
[es] Relaciones de género
[es] Sonoridades negras
Resumo O seguinte estudo etnográfico versa sobre as relações nas performances musicais de chirimía, conjunto musical instrumental representativo das comunidades negras da cidade de Quibdó- Chocó (Colômbia). No processo de produção cultural onde se configura a chirimía evidenciam-se relações de gênero tensas que se expressam como um elemento transversal das performances musicais deste conjunto musical. Dita produção cultural desenvolve-se principalmente através de dois âmbitos, o público e o doméstico, que dão lugar a uma dualidade constitutiva própria das práticas musicais e sonoridades negras de Quibdó. Nesse processo as sonoridades femininas se cristalizam nos espaços domésticos enquanto que as sonoridades masculinas no público, materializado nos conjunto musicais de chirimía. Essa situação nos leva a propor como pergunta de investigação de quê modo opera essa tensão de gênero na performatividade e a prática musical da chirimía em Quibdó? Do mesmo modo este estúdio nos convida a refletir a partir das trajetórias pessoais e musicais de três mulheres instrumentistas as possíveis reconfigurações da produção cultural da cidade.
Resumen Este estudio etnográfico versa sobre las relaciones de género en las performances musicales de chirimía, conjunto musical instrumental representativo de las comunidades negras de Quibdó-Chocó (Colombia). En el proceso de producción cultural donde se configura la chirimía, se evidencian relaciones de género tensas que se expresan como un elemento transversal de las performances musicales de este conjunto musical. Dicha producción cultural se desarrolla principalmente a través de dos ámbitos, el público y el domestico, que dan lugar a una dualidad constitutiva propia de las prácticas musicales y sonoridades negras de Quibdó. En ese proceso, las sonoridades femeninas se cristalizan en los espacios domésticos, mientras que las sonoridades masculinas en lo público, materializado en los conjuntos musicales de chirimía. Esa situación nos lleva a plantear como pregunta de investigación ¿De qué modo opera esa tensión de género en la performatividad y la práctica musical de la chirimía en Quibdó? Igualmente, este estudio nos invita a reflexionar a partir de las trayectorias personales y musicales de tres mujeres instrumentistas, las posibles reconfiguraciones de la producción cultural de la ciudad.
Abstract This ethnographic study is about gender relations in chirimía musical performances, an instrumental music group representative of black communities in Quibdó- Chocó (Colombia). Inside the process of cultural production, where the chirimía takes place, emerge tense gender relations as a transversal element of the musical performances. This cultural production is developed mainly through domestic and public spaces that generate the constitutive duality of musical practices and black sonorities in Quibdó. In this process, female sonorities are crystalized in domestic spaces, while male sonorities emerge in public spaces, materialized in chirimia music group scenarios. This situation take us to the next research question: how does this gender tension operate during the musical performances and practices of chirimía in Quibdó? Additionally, this study invite us to think about the musical and personal trajectories of three women instrumentalists, about possible reconfigurations of cultural production in the city.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/96175
Arquivos Descrição Formato
000918619.pdf (2.239Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.