Repositório Digital

A- A A+

Escravos, senhores, posses, partilhas e um plano insurrecional na Freguesia de Nossa Senhora da Aldeia dos Anjos, RS (1863)

.

Escravos, senhores, posses, partilhas e um plano insurrecional na Freguesia de Nossa Senhora da Aldeia dos Anjos, RS (1863)

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Escravos, senhores, posses, partilhas e um plano insurrecional na Freguesia de Nossa Senhora da Aldeia dos Anjos, RS (1863)
Autor Pedroso, Wagner de Azevedo
Orientador Xavier, Regina Célia Lima
Data 2013
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em História.
Assunto Escravidão
Estrutura agrária
Estrutura produtiva
Força de trabalho
Freguesia de Nossa Senhora dos Anjos de Gravataí
Gravataí (RS)
História do Brasil
História do Rio Grande do Sul
História do trabalho
Insurreição
Mobilidade humana
Relações de trabalho
Relações familiares
Rio Grande do Sul
[en] Aldeia dos Anjos
[en] Insurrection
[en] Slavery
[en] Structure of slaves' position
Resumo Este trabalho tem por objetivo compreender um plano de insurreição escrava, organizado na Freguesia de Nossa Senhora da Aldeia dos Anjos em 1863, focando, principalmente, na questão da mobilidade espacial dos cativos pela localidade. Para chegarmos a esta compreensão, tornou-se necessário empreender uma análise mais detalhada de aspectos geográficos, sociais e econômicos dessa freguesia, da qual buscamos destacar sua posição geográfica, população, atividades econômicas e tipo de estrutura de posse escrava. Tais informações foram cruzadas com os dados presentes em inventários post-mortem de integrantes dos grupos familiares ligados aos senhores de alguns dos insurgentes. Essa comparação permitiu-nos entender a estrutura das propriedades senhoriais - atividades econômicas, tamanho da propriedade escrava e perfil dos escravos - nas quais os insurgentes viviam, bem como possibilitou-nos compreender fragmentos das redes de relações senhoriais com as quais os escravos estavam acostumados a lidar em seu cotidiano. A compreensão de tais questões permitiu-nos sugerir algumas possibilidades explicativas para a mobilidade espacial dos insurgentes pelas diversas propriedades senhoriais, que estavam diretamente relacionadas a dois pontos fundamentais: 1) as atividades desenvolvidas pelos escravos nas propriedades senhoriais e 2) as redes de relações familiares dos cativos de seus senhores.
Abstract This dissertation aims to understand a slave insurrection plan organized in Freguesia de Nossa Senhora da Aldeia dos Anjos (Nossa Senhora da Aldeia dos Anjos Parish) in 1863, focusing on captives’ space mobility in the parish. The understanding of this plan demanded a detailed analysis of geographical, social and economic aspects of that parish. Its geographic position, population, economic activities, and type of structure of slaves' position were thus emphasized. Information gathered was collated with data found in post-mortem inventories of members of family groups connected to the owners of some insurrectionaries. This comparison enabled to understand the structure of slave owner properties - their economic activities, size of slave property, and slaves’ profile - where insurrectionaries used to live. The comparison also made it possible to understand fragments of slave owners’ relationship networks with which slaves were used to deal in their everyday routine. Understanding these issues enabled to suggest some possible explanations for insurrectionaries’ space mobility through slave owners’ properties. Those possible explanations were directly related to two fundamental points: 1. Activities performed by slaves in slave owners’ properties, and 2. Family relationship networks among captives and their owners.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/96204
Arquivos Descrição Formato
000919075.pdf (1.815Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.