Repositório Digital

A- A A+

Estudo da secagem convectiva da casca de manga visando minimizar a perda de compostos fenólicos

.

Estudo da secagem convectiva da casca de manga visando minimizar a perda de compostos fenólicos

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Estudo da secagem convectiva da casca de manga visando minimizar a perda de compostos fenólicos
Autor Bard, Eduardo Kotz
Orientador Cassini, Aline Schilling
Co-orientador Sant'Anna, Voltaire
Data 2011
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Engenharia. Curso de Engenharia Química.
Assunto Engenharia química
Resumo A casca de manga é um resíduo da indústria de alimentos, rica em compostos fenólicos e fibras, apresentando, assim, um grande potencial para ser utilizada como componente funcional. Além disso, o descarte da casca de manga pode gerar um grave problema ambiental, pelo fato da mesma possuir altos teores de nitrogênio, fósforo e umidade, tornando este resíduo altamente suscetível à ação de microrganismos, gerando, principalmente, gases do efeito estufa. A secagem convectiva da casca de manga é uma operação importante a ser realizada, tendo como principal intuito aumentar a vida útil deste resíduo para posterior utilização em aplicações industriais. O processo de secagem convectiva foi empregado para desidratar cascas de manga, utilizando temperaturas de secagem de 40, 60, 80 e 100 °C. Posteriormente foi feita a extração de polifenóis totais para avaliar o efeito de cada temperatura na degradação desses compostos. Neste estudo, as farinhas de casca de manga seca foram analisadas quanto à umidade, ao teor de fenólicos totais e à capacidade de reidratação, mostrando valores satisfatórios de umidade para as secagens a 60, 80 e 100 °C, com valores inferiores a 7% base úmida, teores de fenóis em torno de 2 GAEs por 100 g de sólidos secos e valores de reidratação em torno de 40%. Os resultados encontrados para 40 °C podem não ser conclusivos, pois a secagem necessitava de um período maior para estar completa, entretanto foi interrompida devido à precisão da balança utilizada. Devido à falta de dados na literatura quanto à modelagem da cinética de secagem para a casca de manga, as curvas de secagem foram avaliadas através de modelos encontrados na literatura, sendo eles os modelos de Lewis, Page, Page Modificado, Dois Termos Exponenciais e Midilli. Os modelos apresentaram coeficiente de determinação próximo à unidade, indicando que todos podem ser utilizados para a modelagem da cinética de secagem de casca de manga. Dentre os modelos analisados, o de Midilli foi o que apresentou a melhor capacidade para predizer a cinética de secagem da casca de manga, pois possuiu os melhores valores para o coeficiente de determinação, chi-quadrado e erro médio quadrático.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/96225
Arquivos Descrição Formato
000918801.pdf (4.678Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.