Repositório Digital

A- A A+

Eficácia de sistemas de aproveitamento da água da chuva : efeito do tamanho das séries de precipitação

.

Eficácia de sistemas de aproveitamento da água da chuva : efeito do tamanho das séries de precipitação

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Eficácia de sistemas de aproveitamento da água da chuva : efeito do tamanho das séries de precipitação
Autor Immich Junior, Enio Gaspar
Orientador Bravo, Juan Martín
Data 2013
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Engenharia. Curso de Engenharia Civil.
Assunto Engenharia civil
Resumo A distribuição desigual dos recursos hídricos no Planeta, o crescimento populacional e a utilização desordenada, aliados ao mau gerenciamento desses recursos, evidenciam a necessidade de medidas de utilização de água de fontes alternativas, como a água da chuva. Os benefícios ambientais e econômicos da implantação desses sistemas, se bem divulgados, podem ser uma solução para a mudança desse cenário. Nesse contexto, esse trabalho visou desenvolver uma ferramenta prática de auxílio à estimativa de desempenho de sistemas de aproveitamento da água da chuva. Com esse objetivo, foi elaborado um modelo de cálculo, no programa Microsoft Excel, para avaliar o impacto causado na garantia de atendimento à demanda em função do tamanho da série histórica de dados pluviométricos de Porto Alegre. Os dados pluviométricos utilizados se referem ao período de 01/01/1961 a 31/12/2011 e foram obtidos da estação pluviométrica Porto Alegre – RS (OMM: 83967) operada pelo Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia) no BDMEP (Banco de Dados Meteorológicos para Ensino e Pesquisa). Para o modelo de cálculo, foram geradas diferentes séries hipotéticas a partir da série original, de maneira manual, com o auxílio do programa Microsoft Excel, com períodos de 5, 10, 20, 30, 40 e 48 anos, começando em cada ano do período. Os demais dados e variáveis utilizadas no modelo de cálculo foram: área de captação da água da chuva, de 500 m², perdas na captação, igual a 10%, demanda de consumo, de 200, 500, 1.000 e 2.000 litros/dia e volume do reservatório, de 5.000, 10.000, 20.000 e 50.000 litros. Alterando as variáveis envolvidas, foram realizadas 4.224 diferentes simulações, em cada uma delas sendo obtido o valor da garantia de atendimento à demanda. Com esses dados foram elaboradas tabelas resumo e gráficos, os quais mostraram que a garantia de atendimento é influenciada pelo tamanho da série de precipitação: quanto mais curta a série, maior a incerteza em obter o verdadeiro valor da garantia. No estudo de caso analisado, considerando um volume de reservatório de 20.000 litros e uma demanda de 1.000 litros, e utilizando uma série com tamanho de 5 anos, a garantia pode ser subestimada em 8% ou superestimada em 5% se comparada à obtida com uma série de 48 anos. Quando utilizada uma série de 20 anos, a garantia pode ser subestimada ou superestimada em 2%. Com séries de tamanho maior ou igual a 30 anos, as diferenças no valor da garantia foram muito pequenas.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/96236
Arquivos Descrição Formato
000914743.pdf (3.090Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.