Repositório Digital

A- A A+

Desenvolvimento psicológico-moral e coerção em duas comunidades quilombolas de descendência africana em Viamão/RS

.

Desenvolvimento psicológico-moral e coerção em duas comunidades quilombolas de descendência africana em Viamão/RS

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Desenvolvimento psicológico-moral e coerção em duas comunidades quilombolas de descendência africana em Viamão/RS
Autor Ferreira, Kátia Adriane Rodrigues
Orientador Goldim, José Roberto
Data 2013
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Programa de Pós-Graduação em Medicina: Ciências Médicas.
Assunto Coerção
Comunidade quilombola
Desenvolvimento da comunidade
Moral
Psicologia
Viamão (RS)
[en] Coercion
[en] Moral development
[en] Rural communities
[en] Social vulnerability
Resumo Introdução: As comunidades quilombolas passaram a ter alguma visibilidade a partir da Constituição Federal brasileira de 1988. Objetivo: avaliar o desenvolvimento psicológico – moral e a coerção em duas comunidades quilombolas do município de Viamão/RS, relacionando a vulnerabilidade a estes conceitos. Método: Foram estudadas 62 pessoas pertencentes a duas comunidades quilombolas do município de Viamão/RS-Brasil. Todos os participantes eram maiores de 18 anos. Foram utilizados instrumentos validados para avaliar o desenvolvimento psicológico-moral e a expressão de coerção. Da mesma forma, foram realizadas observações de campo, com abordagem qualitativa, que permitiram descrever melhor as condições de pertencimento e vulnerabilidade destas comunidades. Resultados: Todos os participantes tinham capacidade para tomada de decisão no seu melhor interesse. Da mesma forma, a expressão de coerção foi baixa, atingindo um dos menores valores obtidos até a presente data em estudos semelhantes. A escolaridade destas comunidades foi precária. As noções de pertencimento e vulnerabilidade estavam presentes nos relatos que foram coletados. Conclusão: Por meio destas análises obtivemos um quadro de referência que permite diferenciar autonomia e autodeterminação, pertencimento e vulnerabilidade.
Abstract Introduction: The Quilombola communities startet to have some visibility since the Brazilian Federal Constitution of 1988. Objective: To evaluate the psychological and moral development and coercion in two rural communities in Viamão / RS relating vulnerability to these concepts. Methods: We studied 62 persons belonging to two Quilombola communities in the municipality of Viamão / Rio Grande do Sul – Brazil. All participants were over 18 years old. Two validated instruments were used to assess the moral and psychological development and the expression of coercion. Similarly, field observations were carried out with a qualitative approach, which allowed better describe the conditions of belonging and vulnerability of these communities. Results: All participants had the capacity to make decisions in their best interest. Likewise, the expression of coercion was low, reaching one of the lowest values obtained to date in similar studies. The schooling of these communities was precarious. The notions of belonging and vulnerability were present in the reports that were collected. Conclusion: Through these analyzes we obtained a framework reference that allows to differentiate autonomy and self-determination, belonging and vulnerability.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/96238
Arquivos Descrição Formato
000918482.pdf (234.1Kb) Texto parcial Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.