Repositório Digital

A- A A+

Edifícios com estrutura de aço sobre sapatas de concreto armado : influência da flexibilidade das ligações na interação fundação/superestrutura

.

Edifícios com estrutura de aço sobre sapatas de concreto armado : influência da flexibilidade das ligações na interação fundação/superestrutura

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Edifícios com estrutura de aço sobre sapatas de concreto armado : influência da flexibilidade das ligações na interação fundação/superestrutura
Autor Rambo, Felipe Perinazzo
Orientador Menezes, Ruy Carlos Ramos de
Data 2013
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Engenharia. Curso de Engenharia Civil.
Assunto Engenharia civil
Resumo Na busca cada vez maior por uma otimização de custo e desempenho das estruturas, torna-se necessária a elaboração de projetos cada vez mais completos e abrangentes. Tendo isso em vista, algumas práticas pouco usuais entre engenheiros devem ganhar maior importância com o passar do tempo. Entre elas estão a consideração da flexibilidade das ligações e a análise da interação entre a fundação e a superestrutura. Considerando-se estruturas de aço, este trabalho aborda ligações rígidas, flexíveis e semirrígidas entre vigas e colunas. A classificação, conforme a NBR 8800:2008, restringe-se à consideração das ligações como rígidas ou flexíveis. Já o EUROCODE 3, considera, além dessas, as ligações semirrígidas. O trabalho analisa a influência da flexibilidade dessas ligações no dimensionamento das sapatas de um edifício de estruturas metálicas e com o propósito de obter uma avaliação mais realista focando numa análise conjunta entre superestrutura e fundação. Primeiro foi realizada uma pesquisa bibliográfica, seguida de uma análise computacional de um pórtico de uma estrutura hipotética. Foram feitas várias simulações variando a flexibilidade das ligações da estrutura. Feito isso, dimensionou-se sapatas para cada uma destas simulações com o auxílio de planilhas de cálculo. Constatou-se que a flexibilidade das ligações altera a distribuição dos carregamentos na estrutura. Essa distribuição depende não só das ligações entre viga e pilar, mas também do pilar com a fundação. Nos casos onde a estrutura é apenas apoiada na fundação, obtém-se uma estrutura metálica mais robusta e sapatas menores em relação aos casos onde a estrutura é engastada na fundação. Analisando as simulações as quais a estrutura é apenas apoiada na sapata, a flexibilização das ligações viga-coluna, nos casos onde a estrutura é estável globalmente, pouco influi no dimensionamento da estrutura. Entretanto é necessário ressaltar que se deve tomar cuidado para não afetar a estabilidade global da estrutura. Já nas simulações onde há o engaste na fundação, nota-se que a medida que se flexibiliza as ligações viga-coluna os momentos solicitantes nas fundações aumentam e, por consequência, as dimensões das sapatas também aumentam. Além disso, no caso em que as ligações viga-coluna são rotuladas, os pilares funcionam como uma viga engastada-livre, precisando de grandes seções para resistir às ações do vento, tornando esse caso o de pior desempenho.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/96242
Arquivos Descrição Formato
000914837.pdf (7.812Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.