Repositório Digital

A- A A+

Compósitos cimentícios reforçados com nanotubos de carbono : investigação das propriedades térmicas, elétricas e piezoresistivas

.

Compósitos cimentícios reforçados com nanotubos de carbono : investigação das propriedades térmicas, elétricas e piezoresistivas

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Compósitos cimentícios reforçados com nanotubos de carbono : investigação das propriedades térmicas, elétricas e piezoresistivas
Autor Billig, Juliano Dagort
Orientador Silva Filho, Luiz Carlos Pinto da
Co-orientador Baggio, Tamara Francisca
Jurado Egea, José Ramón
Data 2013
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Engenharia. Curso de Engenharia Civil.
Assunto Engenharia civil
Resumo As adições de nanotubos de carbono em compósitos cimentícios vêm sendo investigada por inúmeros pesquisadores. Acredita-se que este nano material seja um forte candidato a melhorar as propriedades de materiais cimentícios e que possa atribuir novas funções a este. O presente trabalho tem por objetivo investigar as propriedades dos compósitos cimentícios reforçados com nanotubos de carbono para fins de funcionarem como sensores de estruturas de concreto, e para condutores térmicos de alta eficiência em materiais cimentícios. O trabalho delimita-se ao estudo da condutividade térmica, propriedades elétricas e efeito piezoresistivo de nanotubos de carbono na pasta cimentícia. Os nanotubos de carbono estudados tem pureza maior que 85% e possuem dimensões na ordem de 10-30 μm de comprimento, com diâmetro externo na ordem de 10-30 nm. Para dispersão de nanotubos de carbono, utilizou-se a combinação de hiperplastificante para concreto e a sonificação por equipamento de ultrassom. Os ensaios de propriedades elétricas confirmam um aumento significativo de condutividade elétrica para o compósito, quando adicionado 2% de nanotubos de carbono em relação à massa de cimento. Os ensaios de piezoresistividade também evidenciam um comportamento coerente, apresentando uma variação de resistividade elétrica de acordo com a carga mecânica aplicada na peça. Os resultados obtidos nos ensaios de condutividade térmica não mostrou variação significativa em relação à referência. Por ser uma proporção muito pequena de nanotubos de carbono, ou pelo equipamento, adaptado em laboratório, não ser adequado ao ensaio de condutividade térmica.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/96336
Arquivos Descrição Formato
000914920.pdf (1.820Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.