Repositório Digital

A- A A+

Sensibilidade da segurança de vigas e lajes de concreto armado a erros de execução

.

Sensibilidade da segurança de vigas e lajes de concreto armado a erros de execução

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Sensibilidade da segurança de vigas e lajes de concreto armado a erros de execução
Autor Benedetti, Kathia
Orientador Masuero, Joao Ricardo
Data 2013
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Engenharia. Curso de Engenharia Civil.
Assunto Engenharia civil
Resumo Este trabalho consiste em uma análise de sensibilidade a erros de execução da segurança de vigas e lajes de concreto armado em relação ao estado limite último. Foram definidos os erros de execução considerados nas simulações utilizadas na análise de sensibilidade, sendo, para lajes, erros construtivos que afetam a capacidade resistente das peças estruturais e que afetam simultaneamente as solicitações atuantes e a capacidade resistente da peça. Para as vigas foram simulados os erros que afetam a capacidade resistente das peças e as solicitações atuantes, tanto em relação à flexão quanto ao cisalhamento. Foram definidas e dimensionadas 75 configurações de lajes e 76 configurações de vigas e após obteve-se um coeficiente de segurança global a partir da razão entre a solicitação última suportada pela seção mais crítica de cada peça estrutural e a solicitação de serviço correspondente às cargas de projeto. A análise de sensibilidade foi feita calculando-se, para cada erro que afeta a capacidade resistente, as solicitações últimas para cada configuração, comparando-as com as solicitações de serviço obtidas para as condições de projeto. Para os erros que afetam as solicitações atuantes, as mesmas foram calculadas para cada configuração das peças estruturais consideradas, e comparadas com as solicitações últimas obtidas das condições de projeto. No estudo das lajes verificou-se como os erros de maior gravidade, a alteração dos diâmetros das armaduras, na da camada de cobrimento e na espessura das mesmas. Os erros com baixo impacto foram nas resistências à compressão do concreto e à tração do aço, além do espaçamento entre as armaduras. Para as vigas, identificou-se que os erros mais críticos foram os relacionados à mudança dos diâmetros das barras e fios de aço, tanto em situação de cisalhamento, quanto em flexão. Alterações na resistência à compressão do concreto utilizada gera um erro com gravidade baixa em flexão e em cisalhamento, porém deve-se considerar que ele ocorrerá simultaneamente nas duas situações, o que o torna potencialmente grave. Em se tratando da espessura da camada de cobrimento, conclui-se que é uma falha de média sensibilidade à segurança estrutural, enquanto que erros de espaçamento entre estribos podem ser considerados de baixa sensibilidade. O aumento da espessura do reboco em paredes externas, se analisado individualmente é de baixa sensibilidade, porém, como ele acontece simultaneamente em flexão e cisalhamento, torna-se de média sensibilidade.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/96337
Arquivos Descrição Formato
000914931.pdf (2.982Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.