Repositório Digital

A- A A+

Habitação de interesse social : flexibilidade espacial do ambiente interno considerando a qualidade na implantação

.

Habitação de interesse social : flexibilidade espacial do ambiente interno considerando a qualidade na implantação

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Habitação de interesse social : flexibilidade espacial do ambiente interno considerando a qualidade na implantação
Autor Coelho, Michelle Soares
Orientador Bonin, Luis Carlos
Data 2013
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Engenharia. Curso de Engenharia Civil.
Assunto Engenharia civil
Resumo A habitação é uma necessidade básica e a aquisição da casa própria é um sonho do ser humano, especialmente quando se torna possível a sua personalização. As residências, inclusive populares, são frequentemente modificadas por seus moradores, seja por motivos de caráter temporal, funcional, econômico, cultural ou emocional. Então, propõe-se uma abordagem diferenciada para concepção de habitações adaptáveis, o Support Infill. Esse conceito supõe que uma edificação possa ser classificada em duas partes: support (suporte) e infill (unidades separáveis). Esse conceito dá ao morador a oportunidade de usufruir da adaptabilidade – alternativas de uso das peças de uma edificação –, participando e decidindo sobre as divisões internas da sua residência. Este trabalho tem como objetivo discutir os benefícios da flexibilidade espacial em projetos de habitações de interesse social. A fim de complementar a pesquisa bibliográfica, em busca de justificativas a tópicos não abordados na literatura, foi adotada uma técnica de pesquisa – focus group, evento na qual participaram profissionais experientes e capacitados na área de estudo, concretizando assim um dos objetivos secundários do trabalho. A partir desse debate, foram apontadas as principais dificuldades na implantação da flexibilidade em HIS, tais como: aceitação do Governo Federal, falta de entendimento dos usuários, excessiva padronização nos projetos, habitações populares com espaços compactos e sem mobiliário adequado, incompatibilidade entre os sistemas construtivos internos e externos, falta de assistência técnica, exigências da Norma de Desempenho, etc. Acerca destes e outros obstáculos foram propostas sugestões para soluções e melhorias, como, por exemplo: maior investimento na industrialização de sistemas estruturais e inovações tecnológicas para paredes, sistemas simples e auto-construtivos, espaços multifuncionais e otimizados, customização em massa, estudo ergonômico para moradias, maiores esclarecimentos para usuários sobre as vantagens da flexibilidade na habitação, entre outros.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/96345
Arquivos Descrição Formato
000914955.pdf (1.579Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.