Repositório Digital

A- A A+

China e Taiwan : evolução das relações interestreito

.

China e Taiwan : evolução das relações interestreito

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título China e Taiwan : evolução das relações interestreito
Autor Feddersen, Gustavo Henrique
Orientador Martins, José Miguel Quedi
Data 2013
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Ciências Econômicas. Curso de Relações Internacionais.
Assunto Relações internacionais
Resumo Este trabalho se propõe a realizar um estudo de caso das relações da República Popular da China (RPC, ou China continental) com o governo da Ilha de Taiwan (também chamada de Ilha de Formosa). O seu objetivo é analisar a evolução das relações interestreito de Taiwan com vistas a demonstrar como tal desenvolvimento afeta as perspectivas da dinâmica do Leste Asiático. Atualmente, com a eleição de Ma Yingjiu em 2008 e a volta do Guomindang para o poder em Taiwan, houve um período de distensão nas relações interestreito e aproximação China-Taiwan. Entretanto, nota-se um elemento de contratendência que se insere com a proposta estadunidense do “Século Americano do Pacífico”. Para se realizar a análise aqui proposta, recorre-se a uma análise histórica dos eventos mais importantes após a separação até a eleição de Ma, análise que será tema do primeiro capítulo. A partir dela se procura mostrar como estão relacionadas as crises do Estreito com o reposicionamento estratégico chinês, que afetam as relações interestreito e a dinâmica regional hoje. No segundo capítulo se analisa a situação atual das relações interestreito, a fim de mostrar as tendências que guiam hoje a aproximação. Procura se mostrar que a base das relações atuais China-Taiwan são a economia e o diálogo, e como se convergem os interesses em questões externas e de segurança. No terceiro capítulo, a situação da política regional no que tange as relações interestreito são analisadas a partir da polarização da região, da doutrina militar e da construção de capacidades das partes envolvidas, comparando-as a outros trabalhos da área sobre a ascensão chinesa. Por fim, o trabalho conclui que, de forma análoga que a aproximação China-Taiwan veio como prelúdio da aproximação China-Japão, as recentes tensões entre esses dois últimos colocam a contingência da reversão das tendências, e Taiwan pode ser o pivô da volta dos Estados Unidos ao Pacífico e seu rebalanceamento à China.
Abstract This paper aims to conduct a case study of the People's Republic of China (PRC or mainland China) relations with the government of Taiwan Island (also called the Island of Formosa). Its goal is to analyze the evolution of cross-strait relations in order to demonstrate how this development affects the prospects of the dynamics of East Asia. Currently, with the election of Ma Ying-jeou in 2008 and the return to power of the Kuomintang in Taiwan, there was a period of détente in cross-strait relations and China-Taiwan rapprochement. However, there is an element of counter-trend that fits with the U.S. proposal of "American Pacific Century". To perform the analysis proposed here, we resort to a historical analysis of the most important events after separation until the election of Ma, which will be the subject of the first chapter. From there, we try to show how the Strait Crises are related to the Chinese strategic repositioning, affecting cross-strait relations and regional dynamics today. In the second chapter, we analyze the current situation of cross-strait relations in order to show trends that drive today's approach. We seek to show, then, the basis of current China-Taiwan relations regarding economics and dialogue, and how they converge to the interests in foreign and security matters. In the third chapter , the situation of regional policy regarding the cross-strait relationships are analyzed from the polarization of the region , the military doctrine and capacity building of stakeholders, comparing them to the bibliography of the area about China's rise. Finally, the paper concludes that, analogously to the China-Taiwan rapprochement came as a prelude to closer China-Japan, recent tensions between the two latter put the contingency reversal of trends, and Taiwan could be the pivot of the United States return to the Pacific and its rebalancing to China.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/96375
Arquivos Descrição Formato
000917227.pdf (1.147Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.