Repositório Digital

A- A A+

Mudança e continuidade na política externa egípcia : da ascensão de Hosni Mubarak à presidência à derrubada de Mohamed Morsi

.

Mudança e continuidade na política externa egípcia : da ascensão de Hosni Mubarak à presidência à derrubada de Mohamed Morsi

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Mudança e continuidade na política externa egípcia : da ascensão de Hosni Mubarak à presidência à derrubada de Mohamed Morsi
Autor Silveira, Isadora Loreto da
Orientador Silva, André Luiz Reis da
Data 2013
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Ciências Econômicas. Curso de Relações Internacionais.
Assunto Relações internacionais
[en] Change
[en] Continuity
[en] Egypt
[en] Foreign policy
Resumo Este trabalho busca analisar os processos de mudança e continuidade na política externa egípcia - de acordo com a tipologia definida por Hermann (1990) e com o conceito de Holsti (1982) - ao longo do governo de Hosni Mubarak e no breve governo de Mohamed Morsi. Procura-se também demonstrar que a Primavera Árabe e a ascensão de Mohamed Morsi ao governo catalisaram uma mudança em curso sob Mubarak. Sob Morsi, portanto, o Egito iniciou uma reorientação da sua política externa, ou seja, demonstrou – nos termos de Holsti – a intenção de realizar uma reestruturação. Para tanto, o histórico da política externa do país e a influência de diferentes atores domésticos (Irmandade Muçulmana, Forças Armadas, setor capitalista liberal, presidente, etc.) sobre a dinâmica política egípcia serão analisados, assim como a interação do Egito com atores regionais e extra-regionais (sobretudo os Estados Unidos) e a maneira como eles afetam a orientação da política externa do país. Busca-se também identificar quais desses atores contribuíram para mudanças na política externa egípcia e quais atuaram como estabilizadores, conforme a definição de Goldmann (1988).
Abstract This work seeks to analyze the processes of change and continuity in Egyptian foreign policy - according to the typology defined by Hermann (1990) and the concept of restructuring proposed by Holsti (1982) - during the government of Hosni Mubarak and the brief rule of Mohamed Morsi. It also seeks to demonstrate that the Arab Spring and the rise of Mohamed Morsi to the government catalyzed a change in course under Mubarak. Under Morsi, therefore, Egypt initiated a reorientation of its foreign policy, demonstrating - in Holsti's terms - the intention to restructure it. In order to find evidence that supports that hypothesis, the historical background of the country's foreign policy and the influence of different domestic actors (the Muslim Brotherhood, the military, liberal capitalists, the president, etc.), on the Egyptian political dynamics will be analyzed, as well as the interaction of Egypt with regional and extra-regional actors (mainly the U.S.) and how they affect the direction of the Egyptian foreign policy. It also aims at identifying which of these actors contributed to changes in Egyptian foreign policy and which acted as stabilizers as defined by Goldmann (1988).
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/96557
Arquivos Descrição Formato
000917274.pdf (411.5Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.