Repositório Digital

A- A A+

Reconhecendo-se como sujeito de riscos : a consciência dos possíveis danos da tuberculose

.

Reconhecendo-se como sujeito de riscos : a consciência dos possíveis danos da tuberculose

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Reconhecendo-se como sujeito de riscos : a consciência dos possíveis danos da tuberculose
Outro título Reconociéndose como sujeto de riesgos : la conciencia de los posibles daños de tuberculosis
Outro título Recognizing up as a subject of risk : the conscience of possible harms of tuberculosis
Autor Rossetto, Maíra
Oliveira, Dora Lúcia Leidens Corrêa de
Resumo O artigo traz resultados de pesquisa qualitativa, desenvolvida com base na metodologia da Teoria Fundamentada em Dados, objetivando apreender os sentidos, atribuídos por usuários aderentes ao tratamento da tuberculose, aos riscos da doença. A coleta dos dados ocorreu entre maio e junho de 2012, por meio de entrevista semiestruturada com 19 usuários aderentes ao tratamento, atendidos no Serviço de Assistência Especializado de São Leopoldo - RS. Emergiu, da análise, destaque à atribuição de um sentido relacional para os riscos da tuberculose – possíveis danos às interações do indivíduo doente com a sociedade. Reconhecendo-se como sujeito de riscos, os participantes avaliam que riscos podem ser evitados a partir da adesão ao tratamento, assumindo uma identidade de sujeito cuidadoso - preocupado com seu cuidado e com o cuidado do outro -, preservando, assim, relações pessoais e o convívio na sociedade.
Resumen En este trabajo se analiza la percepción adherente al tratamiento de los usuarios, los significados atribuidos a los riesgos de la enfermedad. El estudio cualitativo se ha desarrollado desde la Teoría Fundamentada. Los datos fueron recolectados a través de entrevistas semiestructuradas, con 19 usuarios como sujetos de la adhesión a la terapia antituberculosa. El proyecto fue aprobado por el comité de ética de la investigación de la UFRGS. Los participantes de la encuesta indican riesgos relacionales como la posibilidad de daño que la tuberculosis es la interacción del paciente con la sociedad, con la interferencia de dimensiones públicas y privadas de la vida cotidiana. El reconocimiento de los participantes como sujetos de riesgos forma parte de un proceso que está produciendo identidades, por lo que buscaron una imagen de la materia, la preservación de sus relaciones personales y la interacción en la sociedad.
Abstract This paper analyzes from the users’ perception adherent to treatment, the meanings attributed to the risks of the disease. The qualitative study was developed from the Grounded Theory. Data collection occurred through semi-structured interviews, with 19 users as subjects adhering to tuberculosis treatment. The project was approved by the research ethics committee of UFRGS. Survey participants indicate relational risks such as the possibility of harms that tuberculosis is the interaction of the patient with society, with interference with public and private dimensions of everyday life. The recognition of the participants as subjects of risks was part of a process that is producing identities, making them sought an image of the subject concerned with his care and the care of the other, preserving their personal relationships and interaction in society.
Contido em Revista gaúcha de enfermagem. Porto Alegre. Vol. 34, n. 4 (dez. 2013), p. 130-136
Assunto Promoção da saúde
Riscos
Tuberculose : Enfermagem
[en] Health promotion
[en] Nursing
[en] Risk
[es] Enfermería
[es] Promoción de la salud
[es] Riesgo
[es] Tuberculosis
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/96770
Arquivos Descrição Formato
000915505.pdf (107.7Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.