Repositório Digital

A- A A+

O impacto da suplementação de creatina e carboidrato na expressão proteica do receptor do fator de crescimento semelhante à insulina 1 (IGF-1R) em ratos Wistar machos no exercício intervalado de alta intensidade

.

O impacto da suplementação de creatina e carboidrato na expressão proteica do receptor do fator de crescimento semelhante à insulina 1 (IGF-1R) em ratos Wistar machos no exercício intervalado de alta intensidade

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título O impacto da suplementação de creatina e carboidrato na expressão proteica do receptor do fator de crescimento semelhante à insulina 1 (IGF-1R) em ratos Wistar machos no exercício intervalado de alta intensidade
Autor Flores, Carlos Eduardo Haar
Orientador Capp, Edison
Data 2013
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Ciências Básicas da Saúde. Programa de Pós-Graduação em Ciências Biológicas: Fisiologia.
Assunto Carboidratos
Creatina
Exercício físico
Fator de crescimento insulin-like-I
Receptor IGF tipo 1
[en] Creatine
[en] IGF-1
[en] IGF-1R
[en] Interval training
Resumo A redução nos níveis de atividade física nos últimos tempos, devido ao aumento do uso de novas tecnologias e a vida sedentária, agregada ao consumo excessivo de alimentos, tem promovido uma epidemia de obesidade e doenças metabólicas. No contraponto deste caminho, está a realização de exercícios físicos. O exercício intervalado surge como uma boa opção para a obtenção de bons resultados físicos, principalmente, quando as pessoas possuem um tempo reduzido para a realização do seu treinamento. Muitos esportes como futebol, vôlei, tênis e atletismo, assim como o exercício intervalado, necessitam de indivíduos que possam competir, ou simplesmente praticar, várias vezes dentro de um intervalo de poucos dias. Atletas profissionais ou amadores treinam quase todos os dias e necessitam de uma intervenção dietética para manter o seu nível de energia estável para a realização de treinos e partidas, fazendo uso frequente de suplementos alimentares. Dentro desta gama de suplementos alimentares a Creatina é um dos mais utilizados coadjuvantes na melhoria do desempenho atlético, demonstrando potencial aumento de força, bem como aumento de massa magra, o que pode estar relacionado com o sistema do fator de Crescimento semelhante à insulina 1 (IGF-1) ou o seu receptor celular o IGF-1R. O objetivo deste trabalho foi analisar o impacto da suplementação de Creatina juntamente com o treinamento intervalado de alta intensidade na expressão proteica de IGF-1R no tecido muscular, além de analisar as concentrações sanguíneas de lactato e glicemia, avaliar o desempenho ou a performance, dos ratos antes e após o treinamento intervalado e verificar o ganho de peso dos animais nos diferentes grupos. Trinta e sete (37) ratos Wistar machos com 75 dias no começo do experimento foram randomizados e separados em três grupos: A (Treinado sem suplementação, 13 animais), B (Treinado suplementado com Creatina e Carboidrato, 12 animais) e C (Treinado suplementado com Creatina, 12 animais). O protocolo de treinamento consistiu em 1 minuto de exercício a 110% da velocidade de fadiga do teste máximo em esteira, seguidos por 30 segundos a 40% desta, totalizando 30 min, cinco vezes por semana durante trinta e dois dias corridos. A suplementação de Creatina ocorreu durante todo o período de treinamento, duas horas antes do exercício. A água foi utilizada como veículo de infusão nos grupos A e C e uma solução de glicose a 10% no grupo B. Como resultado foi verificada uma melhoria no desempenho físico dos ratos em todos os grupos. Bem como uma maior expressão proteica do IGF-1R nos grupos treinados suplementados (B e C) quando comparados ao grupo treinado sem suplementação (A). Já os dados de glicemia, lactato e ganho de massa não apresentaram diferença significativa entre os grupos. Conclui-se que o treinamento intervalado de alta intensidade se apresenta como uma boa opção para melhorias na performance física, e que a suplementação de Creatina está envolvida no aumento da expressão proteica do IGF-1R. Contudo o protocolo de treinamento e suplementação utilizados no estudo não se refletiram em diferenças nas análises glicemia, lactato e massa dos animais.
Abstract The reduction in levels of physical activity in recent times, due to the increased use of new technologies and sedentary life, added to the excessive consumption of food, has promoted an epidemic of obesity and metabolic diseases. In contrast this way, is physical exercises. The interval exercise appears as a good option for getting good physical results, mainly, when people don’t have enough time to do their training. Many sports such as football, volleyball, tennis and athletics, as well as the interval exercise, require athletes to compete, or simply practicing several times within a few days. These professional or amateur athletes train almost every day and need a dietary intervention to keep your energy level stable for training and matches appropriately, making use often, dietary supplements. Within this range of dietary supplements, Creatine is one of the most used resource for improving athletic performance, demonstrating increased strength and power, as well as increased lean mass, which may be related to the insulin-like growth factor 1 (IGF-1) system or its cellular receptor IGF-1R. The aim of this study was to analyze the impact of creatine supplementation along with high intensity interval training on protein expression of IGF-1R in muscle tissue, and analyzing blood concentrations of lactate and glucose, evaluate the performance of rats before and after interval training, examine the weight gain of the animals in different groups. Thirty-seven (37) male Wistar rats at 75 days at the beginning of the experiment were randomly divided into three groups: A (Trained without supplementation, 13 animals), B (Trained supplemented with creatine and Carbohydrate, 12 animals) and C (Trained supplemented with creatine, 12 animals). The training protocol consisted of a 1 minute to 110% of the test speed of fatigue, followed by 30 seconds at 40% of this, totaling 30 minutes, five times a week for consecutive thirty-two days. The creatine supplementation occurred throughout the training period, two hours before the exercise, with water as a vehicle for infusion in groups A and C, and 10% glucose solution in group B. As a result we had improvement in physical performance of rats in all groups. As well as increased protein expression of IGF-1R in groups trained supplemented (B and C) when compared to the trained group without supplementation (A). Meanwhile, data from the glucose, lactate and mass gain did not differ significantly between groups. It is concluded that high-intensity interval training is presented as a good option to improve physical performance, and that creatine supplementation is involved in the increased protein expression of IGF-1R. The training and supplementation protocol used in the study were not reflected in differences in the analysis of IGF-1R, glucose, lactate and gain mass in the animals.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/96808
Arquivos Descrição Formato
000918599.pdf (306.1Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.