Repositório Digital

A- A A+

Organização do conceito “Nova Classe Média”, dialética do consumo e superexploração renovada do trabalho

.

Organização do conceito “Nova Classe Média”, dialética do consumo e superexploração renovada do trabalho

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Organização do conceito “Nova Classe Média”, dialética do consumo e superexploração renovada do trabalho
Autor Abdala, Paulo Ricardo Zilio
Orientador Misoczky, Maria Ceci Araujo
Data 2014
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Administração. Programa de Pós-Graduação em Administração.
Assunto Dialética do consumo
Nova classe média
[en] Dialectics of consumption
[en] Mass-market expansion
[en] New middle class
[en] Non-consumers
[en] Overexploitation of labor
Resumo O discurso oficial sustenta que o modelo de desenvolvimento brasileiro da última década baseia-se no binômio investimento em infraestrutura e expansão do mercado de massa (DWECK, CHAVES e CHERNAVSKY, 2013). Por sua vez, a ampliação do mercado consumidor no país ocorreu a partir da incorporação de novos consumidores, base do processo difundido como o surgimento de uma suposta nova classe média. Essa chamada classe é, na realidade, um estrato de renda, definido a partir de limites financeiros superiores e inferiores estabelecidos arbitrariamente para criar uma imagem positiva do país, um movimento típico da ciência da ocultação, aquela que tenta encobrir os problemas históricos do subdesenvolvimento. Ao logo deste ensaio, demonstro as inconsistências na lógica interna que sustenta o conceito de nova classe média, rejeitando sua organização. Em seu lugar, proponho outro olhar teórico para o fenômeno, baseado nas categorias dialética do consumo, a partir de Álvaro Vieira Pinto (2008), e superexploração do trabalho, parte da Teoria Marxista da Dependência (TMD), conforme postulada por Ruy Mauro Marini (1991a). Esse procedimento permite analisar o aumento do consumo em sua articulação com as classes sociais, o trabalho e a produção, relações inseridas nas contradições do capitalismo dependente. Portanto, nesta Tese defendo o argumento de que a estratégia de expansão mercado de massa oculta, através do conceito de nova classe média, as contradições do capitalismo dependente e renova a superexploração do trabalho no consumo de não-consumidores.
Abstract Official discourse sustatins that the brazilian development model in the last decade is based on the binomial: investments in infrastructure and mass-market expansion. My point of departure in this Thesis is the growth of the consumer market originated in the incorporation of new consumers, the base of the process known as the emergence of the Brazilian new middle class. This so called class is, in fact, an income stratum, defined by superior and inferior financial limits arbitrarily established to create a positive image of the country, a typical movement of the occultation science, one that tries to uncover underdevelopment historical problems. Throughout this research, I demonstrate the inconsistencies in the internal logic that sustains the concept of new middle class, rejecting it. Instead, I propose another theoretical approach, based on the categories dialectics of consumption, by Álvaro Vieira Pinto (2008), and overexploitation of labor, by Ruy Mauro Marini (1991a). This procedure allows analyzing the increase in consumption in its articulation to the categories of social classes, labor and production, relations merged in the contradictions of the dependent capitalism. Eventually, I defend the following argument in this Thesis: the strategy that organizes the expansion of mass-market hides, behind the new middle class concept, the contradictions of the dependent capitalism and renews the non-consumers overexploitation of labor.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/96862
Arquivos Descrição Formato
000917453.pdf (1.468Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.