Repositório Digital

A- A A+

Efeito da visita domiciliar e contato telefônico em reinternação hospitalar, visitas à emergência e qualidade de vida relacionada à saúde de pacientes com internação recente por insuficiência cardíaca agudamente descompensada ensaio clínico randomizado – HELEN II

.

Efeito da visita domiciliar e contato telefônico em reinternação hospitalar, visitas à emergência e qualidade de vida relacionada à saúde de pacientes com internação recente por insuficiência cardíaca agudamente descompensada ensaio clínico randomizado – HELEN II

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Efeito da visita domiciliar e contato telefônico em reinternação hospitalar, visitas à emergência e qualidade de vida relacionada à saúde de pacientes com internação recente por insuficiência cardíaca agudamente descompensada ensaio clínico randomizado – HELEN II
Autor Souza, Emiliane Nogueira de
Orientador Silva, Eneida Rejane Rabelo da
Data 2012
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde: Cardiologia e Ciências Cardiovasculares.
Assunto Ensaio clínico
Ensaios clínicos controlados aleatórios como assunto
Insuficiência cardíaca
Qualidade de vida
Readmissão do paciente
Serviços médicos de emergência
Visita domiciliar
Resumo Introdução: Quadros repetidos de descompensação aguda da insuficiência cardíaca (IC) comprometem drasticamente a expectativa e qualidade de vida dos pacientes. Diferentes abordagens (monitorização por telefone, acompanhamento em clínicas de IC e visita domiciliar), para manejo dos pacientes logo após a alta hospitalar, indicam benefício em redução de readmissões em seis meses. A estratégia de visita domiciliar parece ser a mais promissora; contudo, permanece inexplorada em países em desenvolvimento. Objetivos: Verificar o efeito da visita domiciliar para pacientes com IC e internação por descompensação aguda na redução de visitas à emergência, reinternações hospitalares e melhora a qualidade de vida relacionada à saúde, comparada a pacientes sem esse acompanhamento. Métodos: Ensaio Clínico Randomizado conduzido em duas instituições de referência. A intervenção constituiu-se de educação sobre a IC, desenvolvimento de habilidades para o autocuidado, reconhecimento precoce de sinais e sintomas de descompensação e adesão ao tratamento. Pacientes do grupo intervenção receberam quatro visitas domiciliares intercaladas com quatro contatos telefônicos durante seis meses. Os desfechos foram visitas à emergência e reinternação hospitalar por IC descompensada e qualidade de vida relacionada à saúde. Resultados: Foram randomizados 252 pacientes, 123 no grupo intervenção (GI) e 129 no grupo controle (GC). A idade média geral foi de 62±13 anos, e a fração de ejeção média do ventrículo esquerdo de 29,6±8,9%. Em seis meses, foi observada a redução do número de pacientes que visitaram a emergência por IC descompensada no GI (19; 16,2% com 29 visitas) quando comparado ao GC (36; 28,5% com 52 visitas) com RR 0,56 (IC 95% 0,34-0,93), p=0,023. Em relação à reinternação hospitalar pelo mesmo motivo, não houve diferença significativa entre os grupos (GI 22; 18,8% vs GC 32; 25,3%; RR 0,73 IC 95% 0,45-1,19; p=0,206). Em relação à qualidade de vida, houve diferença significativa entre os escores dos grupos em favor da intervenção (GI 68[48-80] vs GC 68[20-68]; p=0,034) na percepção sobre o estado de saúde atual, comparado com um ano atrás e no domínio relacionado à dor (p=0,035). Conclusão: A abordagem de visita domiciliar por enfermeiras para pacientes com internação recente por IC aguda foi efetiva na redução de visitas à emergência, com impacto positivo na percepção do estado geral de saúde e dor.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/97184
Arquivos Descrição Formato
000920568.pdf (366.3Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.