Repositório Digital

A- A A+

Avaliação da mudança de padrão histológico, idade e gênero em pacientes com neoplasia pulmonar submetidos a tratamento cirúrgico nos últimos 25 anos

.

Avaliação da mudança de padrão histológico, idade e gênero em pacientes com neoplasia pulmonar submetidos a tratamento cirúrgico nos últimos 25 anos

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Avaliação da mudança de padrão histológico, idade e gênero em pacientes com neoplasia pulmonar submetidos a tratamento cirúrgico nos últimos 25 anos
Autor Tsukazan, Maria Teresa Ruiz
Orientador Vigo, Álvaro
Data 2013
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Programa de Pós-Graduação em Epidemiologia.
Assunto Epidemiologia
Histologia
Neoplasias pulmonares
[en] Epidemiology
[en] Gender
[en] Histology
[en] Lung cancer
Resumo Objetivo: O câncer de pulmão é a primeira causa de morte relacionada ao câncer quando considerados ambos os sexos. Os grandes esforços para a redução do tabagismo e para a introdução do filtro de cigarro mudaram a epidemiologia do câncer de pulmão. Em países desenvolvidos, a ascensão do adenocarcinoma e o declínio do epidermoide são de notório conhecimento. Outra característica é o aumento da incidência da doença entre mulheres. Um entendimento melhor da atual epidemiologia do câncer de pulmão é necessário para o desenvolvimento de estratégias de saúde pública de prevenção, diagnóstico e tratamento. Métodos: Análise retrospectiva de todos os pacientes com CPNPC tratados com ressecção pulmonar entre 1986 e 2010 em um hospital universitário do Sul do Brasil. As análises foram divididas em três períodos: 1986-1990, 1991-2000 e 2001-2010. O mesmo grupo de patologistas realizou o diagnóstico, e os estágios foram atualizados para a nova classificação da IASLC, 7ª edição. Todas as análises foram realizadas utilizando o programa SAS, versão 13. Resultados: Foram estudados 817 pacientes submetidos à ressecção pulmonar por CPNPC entre 1986 e 2010. Setenta por cento eram homens, média de idade de 61,4 anos, 44,2% carcinoma epidermoide e 40% adenocarcinoma, 26,7% estágio IIIA. A proporção de mulheres apresentou um aumento de 22% no primeiro período para 36% na última década. A idade média no momento da cirurgia era de 52,7 anos para mulheres e 57,3 para homens no primeiro período, e 60,1 para mulheres e 63,9 para homens no último período (p<0.001). A proporção de carcinoma epidermoide modificou de 49,1% inicialmente para 38,7% no último período (p=0.017). Em comparação, a prevalência do adenocarcinoma cresceu de 35,4% para 39,6% e, mais recentemente, para 41,2%. Em relação ao número total de pessoas acometidas pela doença, mulheres com adenocarcinoma representavam 9,4% no primeiro período, 12,5% no segundo e 16,8% no último período. Pacientes com estágio IIIA representavam 27,9% na última década. O tipo de cirurgia predominante foi a lobectomia. A pneumonectomia foi o procedimento cirúrgico em 21,9%, 18,8% e 16,8% dos casos em cada período, em ordem crescente, respectivamente (p<0.03). Conclusão: Neste estudo de pacientes no Sul do Brasil, a análise de gênero demonstrou que a taxa de câncer de pulmão entre as mulheres está aumentando nas últimas três décadas, mas ainda não chegou a ultrapassar a taxa masculina. A proporção de adenocarcinoma em mulheres aumentou. O significativo declínio da quantidade proporcional de pneumonectomia provavelmente reflete a mudança da indicação e técnica cirúrgica. A idade média de pacientes submetidos a tratamento cirúrgico aumentou tanto para homens quanto para mulheres, mas não alcançou a média de países desenvolvidos de 71 anos. A mudança da proporção do tipo histológico e de mulheres está de acordo com os dados de países desenvolvidos.
Abstract Objective: Lung cancer is the leading cause of cancer-related death worldwide when considering both genders. The great effort to reduce smoking and to introduce the usage of cigarette filter has changed lung cancer epidemiology. In developed countries, the increasing incidence of adenocarcinoma and the decrease of squamous cell carcinoma are well known. Other characteristic reported is the rising number of women with the disease. Better understanding of current lung cancer epidemiology is necessary for the appropriate design of public health strategies for prevention, diagnosis and treatment. Methods: Retrospective analysis of all patients with non-small cell lung cancer (NSCLC) treated with lung resection between 1986 and 2010 in a university hospital of Southern Brazil. Analysis was divided in three periods: 1986-1990, 1991-2000 and 2001-2010. The same pathology group performed histological diagnosis and all staging was updated according to the new IASLC, 7th edition. All analyses were performed using the SAS program, version 13. Results: We studied 817 patients who underwent lung resection for NSCLC from 1986 to 2010. Seventy percent were males, average age 61.4 years old, 44.2% squamous cell carcinoma and 40% adenocarcinoma, 26.7% stage IIIA. The female proportion increased from 22% in the first period to 36% in the last decade. Mean age at surgery treatment was 52.7 years old for women and 57.3 years old for men in the first period, and 60.1 for women and 63.9 for men in the last period (p<0.001). The proportion of squamous cell changed from 49.1% initially to 38.7% in the last period (p=0.017). In comparison, the adenocarcinoma prevalence increased from 35.4% to 39.6% and, most recently, to 41.21%. Of the total NSCLC patients, females with adenocarcinoma represented 9.4% in the first period, 12.5% in the second and 16.8% in last period. Patients with stage IIIA represented 27.9% in the last decade. Lobectomy was the predominant type of surgery. Pneumonectomy was the surgical procedure in 21.9%, 18.8% and 16.8% of the cases in each period, respectively (p<0.03). Conclusions: In this cohort of patients in Southern Brazil, gender analysis shows that rates of lung cancer in females are rising over the last three decades, but have not surpassed men rates. The proportion of adenocarcinoma in females has increased. The significant decrease of pneumonectomy rates probably reflects changes on surgical management techniques and indication. The mean age of patients undergoing surgical treatment has increased for both men and women, but has not reached the average age reported in developed countries, 71 years old. The histological and gender findings for lung cancer are in accordance with the data of developed countries.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/97302
Arquivos Descrição Formato
000913523.pdf (606.1Kb) Texto parcial Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.