Repositório Digital

A- A A+

Nutritional fibrous osteodystrophy in goats

.

Nutritional fibrous osteodystrophy in goats

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Nutritional fibrous osteodystrophy in goats
Outro título Osteodistrofia fibrosa nutricional em caprinos
Autor Pavarini, Saulo Petinatti
Santos, Adriana Silva dos
Bandarra, Paulo Mota
Antoniassi, Nadia Aline Bobbi
Cruz, Claudio Estevao Farias da
Driemeier, David
Abstract Seven out of 25 goats from a southern Brazilian lock developed nutritional ibrous osteodystrophy. Affected animals were younger than 1 year of age and were con ined in stalls and fed a concentrate ration containing 1:6 calcium:phosphorus ratio. The remaining lock (35 goats) was managed at pasture and showed no disease. Clinical signs were characterized by mandibular and maxillary enlargements, varying degrees of mouth opening and protruding tongue, dyspnea, apart of abnormalities of prehension and mastication. Affected animals had increased seric levels of phosphorus and parathormone, as well as higher alkaline phosphatase activity. Postmortem examination on three succumbed goats revealed bilateral enlargement of the maxilla and mandibula, and loose teeth, apart of multiple incomplete rib fractures in one of them. Severe diffuse proliferation of loose connective tissue surrounded the osteoid trabeculae, many of which were partially or completely nonmineralized. Mineralized osteoid trabeculae showed osteoclasts in the Howship’s lacunae.
Resumo Sete de um total de 25 caprinos jovens (menos de um ano de idade) de um rebanho no sul do Brasil desenvolveram osteodistrofia fibrosa nutricional. Os animais afetados eram confinados em baias e alimentados com concentrado, cuja relação Ca:P era 1:6. O restante do rebanho (35 cabras) era mantido na pastagem e não desenvolveu a doença. Os sinais clínicos se caracterizaram por aumento de volume da mandibula e maxila, vários graus de abertura de boca com protrusão da língua, em associação com dispneia e anormalidades de apreensão de alimento e mastigação. Os animais afetados apresentaram os níveis séricos de fósforo e paratormônio aumentados, bem como maior atividade de fosfatase alcalina. Três caprinos foram necropsiados e os achados de necropsia incluíram aumento bilateral da maxila e mandíbula, dentes frouxos, além de múltiplas fraturas incompletas de costelas em um caprino. Microscopicamente, havia intensa proliferação de tecido conjuntivo frouxo ao redor de trabéculas ósseas, muitas das quais estavam parcial ou completamente não mineralizadas. Trabéculas ósseas mineralizadas apresentaram osteoclastos em lacunas de Howship.
Contido em Pesquisa veterinaria brasileira. Vol. 31,n.10 (out., 2011), p. 875-878
Assunto Intoxicação
Patologia veterinaria : Equinos
[en] Doenças de caprinos
[en] Hiperfosfatemia
[en] Hiperparatireoidismo
[en] Osteodistro ia ibrosa
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/97316
Arquivos Descrição Formato
000826289.pdf (694.9Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.