Repositório Digital

A- A A+

A política pública de formação de professores na prática pedagógica do professor iniciante de Educação Física do Município de Lajeado

.

A política pública de formação de professores na prática pedagógica do professor iniciante de Educação Física do Município de Lajeado

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título A política pública de formação de professores na prática pedagógica do professor iniciante de Educação Física do Município de Lajeado
Autor Rocha, Leandro Oliveira
Orientador Molina Neto, Vicente
Data 2014
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Educação Física. Programa de Pós-Graduação em Ciências do Movimento Humano.
Assunto Educação física : Professor
Etnografia
Políticas públicas
Prática pedagógica
Professor : Formação
[en] Ethnography
[en] Initial formation in physical education
[en] Initial teacher
[en] Public policy
[en] Teaching activity
Resumo O presente estudo, de natureza qualitativa, tematiza a política pública e tem como problema de pesquisa: como a política pública de formação de professores vigente é concretizada no trabalho docente do professor iniciante de Educação Física da Educação Básica de Lajeado? Trata-se de uma etnografia realizada em três escolas do município de Lajeado/RS com três professores iniciantes de Educação Física. Visando compreender os efeitos da política pública de formação de professores no trabalho docente e nas práticas pedagógicas dos colaboradores da pesquisa, foi descrito o cotidiano de trabalho desses professores e analisado suas concepções acerca da formação inicial, da docência e do trabalho na escola, bem como os aprendizados construídos nesses primeiros anos de suas vidas profissionais. O trabalho de campo teve duração de seis meses e possibilitou a construção de quatro categorias de análise, que emergiram, principalmente, dos registros das observações, diálogos e entrevistas semiestruturadas realizadas com os colaboradores e da revisão de literatura acerca dos aspectos que constituem o problema de pesquisa. As discussões e interpretações suscitadas pela análise permitiram compreender que a política pública de formação de professores influencia o contexto social mais amplo e a singularidade dos processos formativos. Desse modo, suas influencia atingem os entornos da profissão docente, a formação inicial e as expectativas profissionais desses professores iniciantes. No entanto, partindo do entendimento sobre problema público e que um dos propósitos da política pública de formação de professores é melhorar a qualidade da Educação Básica, foi possível identificar que essa meta não é concretizada no trabalho docente dos professores colaboradores. Isso porque a identidade docente construída na formação inicial e almejada pela política pública de formação de professores contrasta com a singularidade da cultura escolar das escolas pesquisadas, ou seja, as relações estabelecidas na escola, com outros professores e com as equipes diretivas, tornam-se mais significativas. Tal contraste, mobiliza o isolamento e individualismo dos professores colaboradores, bem como a falta de acompanhamento e retro informação. Os efeitos desse quadro são práticas educativas desconectado da propostas da escola, sem planejamento coletivo nem colegialidade e a forma como as aulas de Educação Física vão, aos poucos, perdendo sua eficácia pedagógica. Ao observar a ineficiência dos atuais programas políticos que constituem a política pública de formação de professores, em vistas ao aumento da qualidade da Educação Básica, ao final do estudo são indicadas três proposições com o intuito de reverter esse quadro. Tais proposições, devem ser compreendidas como possibilidades de fomentar pequenas comunidades de aprendizagem na escola, auxiliar o professor iniciante e contribuir na construção de identidades docentes marcadas pela resiliência e rigorosidade metódica; bem como concretizar a melhoria da qualidade da Educação Básica e, como isso, resgatar o caráter identitário da política pública: promover transformações sociais para o bem social.
Abstract The current qualitative study focuses on public policy and the research problem which is how current public policy of teacher formation is carried out during teaching activity performed by Physical Education initial teachers in Elementary Schools of Lajeado. The ethnographic study was carried out with three Physical Education initial teachers. In order to understand the effects of public policy for teacher’s training in teaching and pedagogical activities of those teachers, their daily activities were described and their conceptions about initial training, teaching, school work as well as learning constructed in the first years of professional life were analyzed. The six months field study allowed the presentation of four categories of analysis which mainly emerged from the records of observations, dialogs, and semi-structured interviews carried out with teachers and theory review on aspects that make up the research problem. Through discussions and interpretations raised by analysis it was possible to understand that the public policy of teacher’s formation influences a broader social context and the uniqueness of formation processes. Such influence thus affects the environment of teaching activity, the initial training and professional expectations of initial teachers. From the assumption that public problems to be faced by public policy of teacher training is to improve the quality of Elementary Education, it was found out that such goal is not achieved by the study group teachers. It results from teacher’s identity built on initial training and desired by public policy for teacher formation which contrasts with the uniqueness of school culture of surveyed schools, i.e. relations established in schools with other teachers and with the policy teams become more meaningful. Such contrast leads to isolation and individualism of teachers as well as the lack of monitoring and retro information. The effects of such panorama are educational practices disconnected from school proposal, no collective planning or discussion by teacher’s board, and Physical Education classes gradually losing pedagogical effectiveness. While observing the inefficiency of current political programs that constitute the public policy of teacher’s formation regarding to public problem previously identified, three propositions to reverse such scenery are presented at the end of study. Such propositions must be understood as possibilities of promoting small school learning communities, assisting initial teachers and contributing for the construction of teacher’s identity marked by precise and enforced methodology as well as contribute for the improvement of Elementary Education quality besides converting to identity intensification of public policy which is to promote social changes for the social welfare.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/98142
Arquivos Descrição Formato
000922270.pdf (2.925Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.