Repositório Digital

A- A A+

Microbiota ileal de frangos de corte submetidos a diferentes dietas

.

Microbiota ileal de frangos de corte submetidos a diferentes dietas

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Microbiota ileal de frangos de corte submetidos a diferentes dietas
Outro título Ileal microbiota of broilers fed different diets
Autor Santos, Ione Iolanda dos
Corção, Gertrudes
Kessler, Alexandre de Mello
Laranjeira, Vani dos Santos
Lima, Marla Sonaira
Resumo Este estudo foi conduzido para analisar as alterações do perfil microbiano da digesta ileal de frangos de corte alimentados com dietas contendo diferentes níveis de energia e aditivos. Foram preparadas duas dietas: uma à base de milho e farelo de soja com nível de energia padrão e outra de baixa energia com milho e os farelos de soja e trigo. Para cada nível de energia, foram ou não acrescentados o probiótico Enterococcus faecium; as enzimas xilanase, amilase mais β-glucanase; e a combinação do probiótico com as enzimas, resultando em 8 tratamentos. As aves foram distribuídas em delineamento inteiramente ao acaso com arranjo fatorial 2 × 4 e cada tratamento teve 5 repetições de 12 aves. Aos 19 dias, uma ave de cada repetição foi abatida e o conteúdo ileal coletado e armazenado a –24 oC. Foram feitas as extrações do DNA do microrganismo probiótico e da microbiota ileal utilizando-se o kit QIAamp DNA Stool, conforme as recomendações do fabricante. As amostras extraídas foram amplificadas por PCR. Utilizou-se a técnica de eletroforese em gel com gradiente desnaturante para caracterização do perfil da microbiota ileal e do probiótico utilizado nas dietas. Todos os tratamentos apresentaram padrões de amplicons diferentes, com exceção das enzimas isoladas e em combinação nas dietas com energia padrão. O perfil do microrganismo probiótico esteve ausente em todas as dietas. Os aditivos introduzidos às dietas foram capazes de alterar a microbiota digestiva do lúmem ileal, porém o probiótico utilizado não foi capaz de colonizar o trato ileal dos frangos de corte.
Abstract The study was conducted to analyze alterations in the microbiological profile of the ileal digesta of broilers fed different levels of energy and additives. A standard diet based on corn-soybean meal and a low energy diet based on corn, soybean and wheat bran were prepared. Either Enterococus faecium probiotic or xylanase, amylase plus β-glucanase enzymes or the mix of probiotic and exzymes were added or not to each energy level, resulting in eight treatments. Birds were distributed in a 2 × 4 factorial arrangement in a completely randomized design, and each treatment had 5 replications of 12 birds. One bird of each repetition was slaughtered at 19 days of age and the ileal contents were collected and stored at -24 °C until analysis. DNA was extracted from the microorganism probiotic and ileal content using the QIAamp DNA Stool kit following the recommendations of the manufacturer. The extracted samples were amplified by PCR and the ileal microbiota and probiotic profiles were characterized using denaturing gradient gel electrophoresis. The results show that all treatments resulted in different profiles of amplicons, except for enzymes alone or mix with probiotic in the standard energy diet. The probiotic microorganism profile was absent in all diets. The use of additives changed the digestive microbiota in the ileum, although the probiotic was not capable of colonizing the ileum of the birds.
Contido em Revista brasileira de zootecnia. Viçosa, MG. Vol. 41, n. 3, (mar. 2012), p. 643-647
Assunto Frango de corte
Nutricao animal
[en] DGGE
[en] DNA
[en] Enzymes
[en] Probiotic
[en] Wheat
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/98446
Arquivos Descrição Formato
000851775.pdf (135.7Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.