Repositório Digital

A- A A+

Pecuáriado amor : relações afetivo-sexuais das jovens em uma escola da periferia de Porto Alegre

.

Pecuáriado amor : relações afetivo-sexuais das jovens em uma escola da periferia de Porto Alegre

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Pecuáriado amor : relações afetivo-sexuais das jovens em uma escola da periferia de Porto Alegre
Autor Bello, Alexandre Toaldo
Orientador Felipe, Jane
Data 2014
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Educação. Programa de Pós-Graduação em Educação.
Assunto Afetividade
Amor
Gênero
Juventude
Sexualidade
Violência
[en] Gender
[en] Love
[en] Sexuality
[en] Violence
[en] Youth
[es] Género
[es] Jóvenes
[es] Sexualidad
Resumo Pretendi, nesta pesquisa, estudar as relações entre violência, amor e feminilidade em uma escola da periferia de Porto Alegre. O título do texto “Pecuária do amor”: relações afetivo-sexuais das jovens em uma escola da periferia de Porto Alegre foi inspirado na gíria “gado”, que era utilizada pelas/os jovens para designar seus namorados, namoradas ou pessoas que lhes interessavam. Para a realização das análises, foram utilizados como referencial teórico os Estudos de Gênero, algumas contribuições dos Estudos Culturais em aproximação com a perspectiva pós-estruturalista de análise. O estudo foi conduzido a partir de discussões realizadas em grupos de jovens mulheres estudantes de uma escola de Ensino Fundamental, da rede pública municipal de Porto Alegre, localizada em um bairro periférico, cujas idades variavam de 12 a 16 anos. As análises que compuseram essa tese foram retiradas principalmente das falas das participantes, através da técnica de grupo focal. Para tanto, foram realizados quatro encontros, de duas horas cada, ao longo de dois meses no período compreendido entre agosto e setembro (2013). Em tais encontros buscou-se problematizar os modos de viver a sexualidade, o amor, a violência, procurando, ao mesmo tempo, entendimentos sobre o contexto sócio-cultural em que essas jovens vivenciaram tais práticas. Nos relatos das participantes foi possível perceber que elas carregam consigo muitas marcas do amor romântico, hibridizando-as com outras formas de socialização. Dessa forma foi justificável pensar que os seus relacionamentos, muitas vezes baseados em atos violentos, são uma possibilidade de recrudescimento do romantismo.
Abstract This research is aimed to study the relation among violence, love and femininity in a school located on the outskirts of Porto Alegre. The title “ Livestock Love”: affection-sexual relationships of young women of an outskirts school in Porto Alegre was inspired in the slang “cattle” which was used to designate their boyfriends, girlfriends or people in whom they were interested. To accomplish the analysis, the theoretical reference used were the Gender Study, and some contribution of the Cultural Studies approaching the analysis poststructuralist perspective. The study was carried out from young women, aged 12 to 16, group discussion, students of a Public Primary School located in a suburb of Porto Alegre. The analyses that composed this thesis were taken mainly from the speeches of the participants, through the focal group technique. For this, four two-hour meetings were held, in a period of two months – August and September (2013). In those meetings, it was attempted to make a proposition of the way of living the sexuality, love, and violence, attempting , at the same time, understandings of the socio-cultural context in which these young women lived such practices. In the participants´ speech it was possible to notice that they carry many scars of the romantic love, hybridizing them with other ways of socialization. Thus, it was justifiable to think that their relationships, many times based in violent acts, are a possibility of recrudescence of romanticism.
Resumen He buscado, en esta investigación, el estudio de las relaciones entre la violencia, el amor y la feminidad en una escuela en la periferia de Porto Alegre. El texto del título "Ganadería del amor": las relaciones afectivo-sexuales de las jóvenes en una escuela en la periferia de Porto Alegre se inspiró en el argot "ganado", que fue utilizado por las/los jóvenes para designar a sus novios, novias o las personas que les interesan . Para el análisis se utilizaron los Estudios de Género, algunos aportes de los Estudios Culturales en aproximación al análisis de la perspectiva post-estructuralista. El estudio se realizó a partir de las discusiones en los grupos de mujeres jóvenes estudiantes de una escuela pública de enseñanza primaria del municipio de Porto Alegre, que se encuentra en un barrio periférico, con edades entre 12 y 16 años. Los análisis que compusieron esta tesis fueron tomados principalmente de los discursos de las participantes, a través de la técnica de grupo focal. Para ello, se llevaron a cabo cuatro sesiones de dos horas cada una, durante dos meses, en el período comprendido entre agosto y septiembre (2013). En estas reuniones se buscó problematizar las formas de vivir la sexualidad, el amor, la violencia, buscando al mismo tiempo, la comprensión sobre el contexto socio-cultural en el que estas jóvenes han experimentado este tipo de prácticas. En los relatos de las participantes fue posible ver que ellas llevan consigo muchas marcas de amor romántico, la hibridación con otras formas de socialización. Así era justificable pensar que sus relaciones, a menudo basadas en actos violentos, son una posibilidad de recrudecimiento del romanticismo.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/98593
Arquivos Descrição Formato
000922510.pdf (2.246Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.