Repositório Digital

A- A A+

Práticas educativas parentais em relação ao filho único e ao primogênito

.

Práticas educativas parentais em relação ao filho único e ao primogênito

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Práticas educativas parentais em relação ao filho único e ao primogênito
Outro título Parental child-rearing practices in respect of only children and first born
Autor Freitas, Ana Paula Corrêa de Oliveira
Piccinini, Cesar Augusto
Resumo O objetivo deste estudo foi examinar eventuais diferenças das práticas educativas parentais em relação a filhos únicos e primogênitos de famílias com dois filhos. Participaram 12 famílias com filho único e 10 com dois filhos, emparelhadas conforme o nível socioeconômico, idade e gênero das crianças. A idade dos filhos únicos variou entre 4,6 e 6,1 anos (M=5,5, DP=0,51) e a dos primogênitos entre 4,3 e 6,3 anos (M=5,1, DP=0,78). Mães e pais dos dois grupos responderam a uma entrevista sobre práticas educativas parentais, cujas respostas foram submetidas à análise de conteúdo. O teste do qui-quadrado revelou diferença marginalmente significativa somente nas práticas maternas e paternas em relação ao filho único. Verificou-se semelhança nas práticas educativas entre mães e pais em ambos os grupos. Os resultados foram discutidos à luz da literatura, buscando entender os fatores que podem contribuir para explicar semelhanças das práticas educativas utilizadas para filhos únicos e primogênitos.
Abstract The aim of this study was to examine potential differences in parental child-rearing practices in respect of only children and first born of families with two children. Twenty-two families participated in this study, 12 with only children and 10 families with two children. Families were matched according to socioeconomic level, age and the children’s sex. The age of the only children ranged from 4.6 to 6.1 years (M=5.5, SD=0.51) and the first born were aged from 4.3 to 6.3 years (M=5.1, SD=0.78). Mothers and fathers in both groups were interviewed about parental child-rearing practices and their responses were content-analyzed. The hypothesis of the study was not supported. According to the chi-square test, only marginally significant differences were obtained in maternal and paternal child-rearing practices in respect of the only child. Results indicated agreement between the mothers’ and the fathers’ child-rearing practices in both groups. Issues described as determinants of childrearing practices are discussed, taking into consideration the role of the family in child development.
Contido em Estudos de psicologia. Campinas. Vol. 27, n.4 (out./dez. 2010), p. 515-528
Assunto Práticas de criação infantil
Relação pais-filhos
Relações familiares
[en] Child rearing
[en] Only children
[en] Parental attitudes
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/98801
Arquivos Descrição Formato
000776198.pdf (276.9Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.