Repositório Digital

A- A A+

Malformação no bebê e maternidade : aspectos teóricos e clínicos

.

Malformação no bebê e maternidade : aspectos teóricos e clínicos

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Malformação no bebê e maternidade : aspectos teóricos e clínicos
Outro título Baby’s malformation and motherhood : theoretical and clinical aspects
Autor Gomes, Aline Grill
Piccinini, Cesar Augusto
Resumo Este trabalho apresenta uma revisão de estudos teóricos e clínicos acerca da maternidade no contexto de malformação do bebê. Inicialmente se discute o impacto do diagnóstico no psiquismo materno e na relação mãe-bebê e, num segundo momento, as intervenções psicológicas utilizadas nestas situações. Inquestionavelmente, o diagnóstico de malformação no bebê se revela como sendo uma experiência psíquica bastante complexa e difícil para a mãe, implicando em prejuízos psíquicos para ela e, consequentemente, para a relação mãe-bebê. Ademais, percebe-se que a representação mental que a mãe constrói acerca do bebê pode assumir um papel limitador ou potencializador do desenvolvimento psíquico do bebê. Os estudos destacam o quanto a representação psíquica materna merece ser examinada neste contexto de malformação, visando eventuais intervenções clínicas. A psicoterapia breve pais-bebê tem se mostrado uma técnica eficiente para acessar estas representações e redimensioná-las a favor de um crescimento psíquico mais saudável, tanto da mãe como do bebê. Assim, é importante que a malformação não seja tratada somente nos seus aspectos físicos e funcionais, mas também na sua dimensão psíquica.
Abstract This study presents a theoretical and clinical review concerning motherhood in the context of infant malformation. Initially, the impact of the diagnosis on the mother’s psyche and on the mother-infant relationship is discussed, as well as psychological interventions geared toward them. Infant malformation diagnosis reveals itself as a quite complex and difficult psychic experience, implying psychic damages for the mother and, consequently, for the mother-infant relationship. Besides, the mother’s mental representation concerning the baby can either facilitate or distort the infant’s psychic development. Studies highlight the importance of examining maternal psychic representation in the context of malformation for eventual clinical interventions. Brief parent-infant psychotherapy has shown to be an efficient technique to access these representations in favor of a healthier psychic development for both mother and infant. Therefore, it is important that malformation is not only treated in its physical and functional aspects, but also in its psychic dimension.
Contido em Psicologia clínica. Rio de Janeiro, RJ. Vol. 22, n.1 (2010), p. 15-38.
Assunto Malformacao congenita
Maternidade
Psicoterapia breve
Relação mãe-criança
[en] Brief parent-infant psychotherapy
[en] Malformation
[en] Motherhood
[en] Theoretical review
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/98806
Arquivos Descrição Formato
000766183.pdf (146.3Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.